Garçom registra boletim de ocorrência contra padre após ofensa racista em Jacareí, SP

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O garçom José Oliveira de Jesus, de 62 anos, registrou uma ocorrência na delegacia de Polícia Civil, em Jacareí, São Paulo, por racismo. Na noite do último domingo (18), por volta das 20h, o padre Wendel Ribeiro proferiu xingamentos racistas ao garçom e se negou a ser atendido por ele na pizzaria em que José trabalha. No boletim, o garçom conta que teria tentado por mais cinco vezes servir o padre, mas que ele permanecia de cabeça baixa quando ele se aproximava.

Ainda de acordo com o relato, em um dado momento, o padre foi até o balcão, e quando questionado por outro funcionário sobre o motivo de recusar ser atendido por José Oliveira, disse que não queria ser servido por aquele “pretinho”, apontando para o garçom. De acordo com o funcionário, não é a primeira vez que o padre destrata trabalhadores na pizzaria.

Leia também: Homem é preso em flagrante em Pelotas (RS) após ataque racista contra voluntária de vacinação da Covid-19

“Em anos de profissão, ontem passei por essa situação”, disse José na segunda-feira (19). “Peço a ajuda de todos vocês para denunciar essa situação que infelizmente ainda acontece muito mundo todo, e hoje foi com um da minha família”, disse o sobrinho de José em uma rede social, classificando o caso como de racismo grave.

Em uma nota, a Diocese de São José dos Campos, responsável pela atuação católica na cidade, informou que apura a situação e que atos de racismo são inaceitáveis em qualquer esfera da sociedade.

O dono da pizzaria disse que está sensibilizado com o caso, está dando apoio à vítima e que a empresa repudia o racismo.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.