Ato pacífico por vidas negras e faveladas no Rio de Janeiro acaba em prisão e violência policial

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Por Ana Caroline Fagundes e Thiago Augustto

Na tarde deste domingo (31), milhares de pessoas foram às ruas participar de ato democrático por vidas negras e faveladas no Rio de Janeiro. A manifestação aconteceu em frente ao Palácio da Guanabara, um movimento pacífico e preocupado com a saúde e segurança. E, mesmo após anúncio do fim do ato, a polícia usou da força e truculência para dispersar os manifestantes. Resultado: prisão e pessoas feridas, dentre elas o jornalista Marcos Luca Valentim, que foi atingido por fragmentos de uma bomba, teve lesões na costela e foi sangrando ao hospital. O jornalista, que colabora para o Portal Notícia Preta, levou ponto e passa bem.

”Na hora que fui atingido, estava de costas já indo embora com meu irmão e alguns amigos. Jogaram uma bomba nas minhas costas e eu não vi nem de onde veio. É inverdade dizer que estava rolando um protesto violento, agressivo, não foi. Mas até quando não é um ato violento, a resposta é violenta”, comentou o jornalista durante live. 

Vídeo mostra momento em que policiais atiram bombas nos manifestantes – Vídeo: G1

Após ser atingido, como mostram as imagens exibidas ao vivo na Globonews, o jornalista precisou retirar a camisa que estava magoando ainda mais o ferimento aberto. Na hora da resposta agressiva da polícia, ele e outros participantes do ato saíram correndo, o que também preocupava.

”Na hora que as bombas foram arremessadas e toda confusão acontecia, todo mundo correu. E a gente sabe que também não pode sair correndo pelas ruas pra não sermos ”confundidos”, então ficamos alertando as pessoas para tentarem caminhar porque correr naquele momento poderia seria bem pior. Vi que as pessoas ficaram muito preocupadas por eu estar sem camisa, mas eu só tirei por causa do ferimento, a camisa magoava muito”, concluiu.

Marcos Mostra o ferimento após ser atingido por trás – Foto: Arquivo pessoal

Prisão de manifestante

O ato já tinha sido encerrado quando um manifestante foi preso pela policia militar. Antes de ser colocado na viatura policial, o jovem ficou na mira de um fuzil. A Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro, por meio da assessoria de imprensa, informou que o policial envolvido vai responder ”administrativamente por ter ferido o protocolo interno”.

Jovem, que não teve a identidade revelada, foi preso após se ver na mira de um fuzil. Reprodução: Globonews

Manifestação em São Paulo

Um pouco mais cedo, outra manifestação anti-fascista foi feita por torcidas organizadas de times de futebol do estado, na Avenida Paulista. Em live, a página Mídia Ninja registrou a reação da polícia contra o grupo manifestante, que foi impedido de seguir com o ato.  Confusão e gás lacrimogêneo também marcaram o final do dia de protesto.

Dessa vez, grupos a favor do governo também se uniram para fazer oposição, porém não foram atacados. 

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

  • Alesandra Santos

    (10/06/2020 - 08:34)

    Quando o sistema tem gente podre. Essa gente tem que ser #substituidos !
    #Porque , quando o povo #preto e #indigena no Brasil, marcham e reinvindicam pautas de avancos civilizatorios contra a barbarie administrsativa publica, os 3 poderes se negam a ouvir e avancar?
    A representatividade proporcional populacional nos poderes é vital para o avanço civilizatorio das pautas do seculo (19, 20 e 21) negada a todos os brasileiros e das pautas negras e indigenas no Brasil.
    #BlackLivesMatter #VidasNegrasImportam. Parem de acreditar na lavagem cerebral da mentira branca de 500 anos no #Brasil. O Brasil por seculos agem deshonestamente e numca deu avanco no importante item contra corrupcao, suborno etc. Todos sabem e exigiram desde de o fim da ditadura; total transparencia e punicao de culpados, cumplices, omissos e responsaveis; por crimes, alem de exgir avanco em pautas historicas do seculo 19,20 e 21). Dê o bom exemplo para você,sua sociedade e parem de ser uma vergonha para voces e para o mundo. Entenda o que acontece no Brasil. Mude o destino do Brasil. Porque o Brasil é preto, tem mais de 60% da população preta e que é mais pobre e mais segregado per capita per população. Sendo que o Brasil é sustentado, alimentado e tudo que move e consome e tem impostos pagos no Brasil é majoritariamente por pretos(as) e ainda assim, o Brasil é segregado, racializado, eugenizado e genocidado e excluido de posições de poder(público e privado) e o pior que; dentro de um sistema de voto e falsa meritocracia; os partidos políticos usam as pessoas pretas como (assento, degrau e chicote) como não é em países que tem 12% da populaçao preta ; como exemplo Estados Unidos. Sec.21 nem casa-grande e nem senzala. Sec.21 e’ #Quilombo. A verdade dos fatos vai libertar essa sociedade para mover para frente. Povo preto majoritariamnete no poder!! Pensar, Estrategizar, Candidatar, Votar, Agir e Exigir um plano de nação com pautas pretas com salto civilizatório mundial (séc.19, 20 e 21) nas estruturas, nas infraestruturas e serviços sociais e no direito, dentro de um Estado Democratico de Direito; negado ao povo preto em todas areas baseados em equidade então; projeto de nacao; reparação já para o povo preto já- exigimos ir para o sec.21 com o Brasil em ordem e progresso, depois de tantos sacrificios e mortes de seus ancestrais! Povo preto nas esferas de poder no seu Brasil no sec.21!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.