Premier do Haiti denuncia tentativa de assassinato

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Fonte: AFP

O primeiro-ministro do Haiti, Ariel Henry, denunciou uma tentativa de assassinato da qual foi alvo durante as comemorações do feriado nacional organizadas no último sábado na cidade de Gonaïves. A denúncia foi feita nesta segunda-feira (03), durante entrevista à AFP.

“Tentaram algo contra mim, pessoalmente”, afirmou o chefe de governo haitiano, que dirige o país desde o assassinato do presidente Jovenel Moïse por um comando armado, em 7 de julho. “Minha vida está na mira das pessoas.”

Confrontos entre a polícia e grupos armados eclodiram no sábado durante a celebração em Gonaïves, a 150 km da capital do país, Porto Príncipe. Sob rajadas de tiros, Henry e os oficiais presentes foram forçados a deixar apressadamente a cidade onde a declaração de independência do Haiti foi assinada, em 1º de janeiro de 1804.

Fotos transmitidas à AFP pelo seu gabinete mostram uma marca de tiro no para-brisa do blindado do primeiro-ministro.

haiti
(Arquivo) O premier do Haiti, Ariel Henry – AFP/Arquivos

LEIA TAMBÉM: Presidente do Haiti estava investigando autoridades ligadas ao tráfico de drogas quando foi morto, diz NYT

No fim de dezembro, grupos de cidadãos e membros de quadrilhas armadas de Gonaïves, terceira maior cidade do Haiti, expressaram violentamente sua oposição à chegada do governante. “Eu sabia que estava correndo esse risco”, confirmou Henry. “Não se pode aceitar que bandidos do entorno que sejam, por motivos pecuniários desprezíveis, queiram chantagear o Estado”, criticou, denunciando uma “chantagem eleitoral”.

Sem um parlamento funcional há dois anos e com o Poder Judiciário paralisado pela ausência de juízes na mais alta corte do país, a população haitiana enfrenta diariamente o aumento do poder dos grupos criminosos, que multiplicam os sequestros no país com total impunidade.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

2 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.