Polícia investiga morte do autor de livro sobre Marielle Franco, no RJ

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga a morte do escritor e capoeirista dominicano Leuvis Manuel Oliveiro, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Segundo as investigações, testemunhas afirmaram que Oliveiro andava pela rua, quando um carro se aproximou e efetuou os disparos. Os tiros atingiram as áreas da cabeça e do abdômen.  

Leuvis Manuel foi assassinado na Tijuca, zona Norte do Rio de Janeiro – Foto: Reprodução

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi chamada para socorrer o escritor, mas, ao chegarem no local, Leuvis já estava morto. O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios do Rio.

O caso aconteceu no domingo, dia 10 de outubro, em uma rua da Tijuca. Porém, as informações ganharam repercussão apenas esta semana. 

Quem era Leuvis Olivero?

O escritor nasceu na República Dominicana, mas tinha cidadania americana. Em seu nome, Leuvis publicou cerca de onze livros, sendo um deles em homenagem à vereadora Marielle Franco e uma outra publicação, segundo a rádio Band News, criticava o governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

De acordo com o Jornal Estado de Minas, durante o final de semana, amigos da vítima foram às ruas em protesto ao assassinato e pediram por investigações mais rápidas. Segundo o site de notícias G1 Rio, o corpo de Leuvis será enterrado nos Estados Unidos. Leuvis vivia no Brasil há dez anos e deixa um filho e uma namorada, com quem morava no Rio de Janeiro.

APOIO-SITE-PICPAY

Gabriella Reis

Jornalista, escritora e web-redatora. "Se ninguém te escuta, escreva!"

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.