Bloco ‘A Mulherada’ homenageia entidades femininas do Candomblé nesta quinta-feira em Salvador

Celebrando 18 anos de música, as percussionistas do Bloco ‘A Mulherada’ desfila percorrem, nesta quinta-feira (28), o Circuito Osmar (Campo Grande), a partir das 17h, homenageando as raízes ancestrais das mulheres negras.

Bloco A Mulherada

Com o tema “Mistérios da África – as yabás, orixás, mães e rainhas”, o bloco levará às ruas as entidades femininas que, nestes desfiles, serão representadas pelas orixás Iansã, Iemanjá, Oxum e Nanã.

Ao todo serão 60 percussionistas, 30 baianas, 40 rainhas afro, 30 mulheres compondo a Ala Feminista, além de carro alegórico em homenagem às YABÁS, e um conjunto de 100 dançarinas.

O bloco traz também cinco alas performáticas, representadas por dançarinas com figurinos que representam as águas e seus milagres, demonstrando relação de cada uma delas com a dança das águas. Serão elas: Ala do Rio Níger; Ala das Águas Paradas – composta por senhoras integrantes da Irmandade do Rosário dos Pretos (Pelourinho); Ala da Água Doce; Ala da Água Salgada e a Ala Contrato Social – composta por jovens e mulheres negras vítimas da drogadição, moradoras de ocupações urbanas, desempregadas e em conflito com a lei, que compõem a entidade parceira Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas (RENFA).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: