Adele é processada por plágio de ‘Mulheres’, sucesso na voz de Martinho da Vila

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Toninho Geraes, compositor de “Mulheres”, sucesso na voz de Martilho da Vila, está movendo um processo por plágio contra a cantora britânica Adele. O brasileiro acusa a diva do pop de fazer uma “cópia escancarada” na música “Million years ago”, lançada em 2015. 

O compositor precisa provar a semelhança das músicas para que possa ganhar a disputa judicial, além de mostrar que Adele teve contato com a obra. Um dos recursos da defesa, como disseram à revista “Veja”, será mostrar uma amizade da cantora com a personal trainer paulista Camila Goodis.

A relação da cantora com a brasileira se pois, no início de 2020, quando a Adele publicou uma foto com 45 kg a menos, a personal era sua personal trainer. Na época, Camila foi convidada pela imprensa para comentar sobre a dieta da britânica, já que a instrutora de pilates participou do processo de emagrecimento da artista em 2012.

“Fiquei estarrecido quando me dei conta. A melodia e a harmonia são iguais. É uma cópia escancarada”, disse o compositor em entrevista à Veja.

A acusação é de que Adele e Greg Kurstin, outro compositor da faixa, “se apropriaram das primeiras notas de introdução, refrão e final”. Foram contabilizados 88 compassos com cópia, o equivalente a 87% da música.

Os compositores receberam duas notificações extrajudiciais. A gravadora Recordings/Beggars Group e o grupo Sony Music estão cientes do processo.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.