Morte de jovem negro pela polícia gera protestos em Minneapolis, nos EUA

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Um jovem negro foi morto pela polícia na tarde do último domingo (11), em Minneapolis, Brooklyn Center. O assassinato gerou grande comoção e centenas de pessoas foram às ruas protestar, pela morte de mais um negro pela polícia da cidade.  

O assassinato acontece próximo ao local onde Derek Chauvin está sendo julgado pela morte de George Floyd. Segundo comunicado da polícia, Dauter Wright foi parado no trânsito, depois de cometer uma infração, durante a abordagem eles notaram que o jovem tinha um mandado de prisão aberto. A polícia então tentou efetuar a prisão, mas o jovem voltou para o carro e um policial atirou contra ele. Dauter ainda conseguiu dirigir por alguns quarteirões, antes de atingir outro veículo e morrer no local.

Em entrevista à CNN WCCO, Katie Wright, mãe do jovem assassinado disse que o filho ligou para ela, dizendo que tinha sido parado pela polícia por conta dos purificadores de ar. Ela então pediu para que o filho entregasse o telefone para o policial para ela explicar, o ocorrido. “Um minuto depois, liguei e a namorada que estava com ele no carro atendeu e disse que ele havia levado um tiro”, disse Katie.

Uma manifestação com centenas de pessoas foi formada, após o assassinato, os manifestantes marcharam em direção ao departamento de polícia do Brooklyn Center na noite deste domingo. A porta principal do departamento foi atingida por vários objetos, a polícia por sua vez disparou gás lacrimogênio e disparou balas de borracha contra os manifestantes.  O prefeito do Brooklyn Center, Mike Elliott chegou a decretar um toque de recolher que vigorou até a manhã desta segunda-feira.

“Vidas negras importam”: protestos ocorrem em meio a julgamento de policial acusado de assassinar George Floyd

Em postagem no Twitter o prefeito diz estar triste e impactado pela tragédia com o jovem negro Daunte e pede que as manifestações sejam pacificas.

“Nossa comunidade inteira está cheia de tristeza depois que um policial atirou em Daunte Wright, um jovem de 20 anos. Nossos corações estão com sua família e com todos aqueles em nossa comunidade impactados por esta tragédia …”

“Enquanto esperamos informações adicionais do BCA que está liderando a investigação, continuamos a pedir que os membros de nossa comunidade reunida o façam pacificamente, em meio a nossos apelos por transparência e responsabilidade. ”

Segundo o comissário do Departamento de Segurança Pública de Minnesota (DPS), John Harrington, durante o protesto 20 empresas foram invadidas por um segundo grupo de manifestantes.

APOIO-SITE-PICPAY

Fernanda De Souza

Graduada em jornalismo pela Centro Universitário Uni-BH, com 7 anos de experiência com Monitoramento de Notícia (Clipping Eletrônico). Atuação na elaboração de análises quantitativas e qualitativas que atende as necessidades da assessoria de comunicação.Vivência com produção e reportagem para revista, na área cultural.

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.