UEFA abre investigação de racismo contra torcida da Hungria na Eurocopa

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A  União das Associações Europeias de Futebol (UEFA) está investigando denúncias de atitudes discriminatórias no jogo realizado em Budapeste, entre França e Hungria. Quando os jogadores franceses Mbappé e Pogba estavam com a bola, era possível ouvir alguns torcedores húngaros fazendo o que poderia ser a imitação de um macaco. Segundo a imprensa francesa, outros jogadores como Benzema, também sofreram ataques racistas na última partida.

A UEFA já abriu uma investigação para apurar denúncias de racismo e homofobia nos jogos da Hungria contra França e Portugal em Budapeste. Em um jogo da Hungria contra Portugal também foi possível ver um cartaz escrito “Anti-LMBTQ”, abreviação húngara para LGBTQ +, exposto no setor onde estavam localizados ultras (torcedores violentos) húngaros. A imprensa portuguesa também noticiou que o jogador Cristiano Ronaldo foi, por sua vez, alvo de cantos homofóbicos. A organização comunicou que mais informações sobre a investigação “serão disponibilizadas em devido tempo” e não apresentou muitos detalhes.

Leia também: Após episódio de racismo na Ucrânia, William cobra entidades: “Federação não se pronunciou”

A faixa homofóbica foi exposta poucos dias após o Parlamento húngaro aprovar uma lei que proíbe que conteúdos relacionados à homossexualidade e à transexualidade sejam abordados nas escolas do país.

Vale lembrar que esse não é o primeiro caso de intolerância durante a Eurocopa. Recentemente a UEFA não considerou racista um gesto supremacista branco feito pelo jogador Marko Arnautović, da seleção austríaca.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.