Taxa de desemprego na África do Sul bate novo recorde no quarto trimestre de 2021

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Via Reuters

A taxa de desemprego da África do Sul subiu para um novo recorde de 35,3% no quarto trimestre de 2021, de 34,9% no terceiro trimestre devido à perda de empregos principalmente na manufatura e construção, informou a agência de estatísticas nesta terça-feira.

Candidatos a emprego esperam ao lado de uma estrada para trabalho casual oferecido por motoristas que passam em Eikenhof, ao sul de Joanesburgo, África do Sul, 3 de março de 2022. REUTERS/Siphiwe Sibeko

Estatísticas A África do Sul disse que o número de desempregados totalizou 7,921 milhões de pessoas no período de outubro a dezembro, em comparação com 7,643 milhões de pessoas nos três meses anteriores.

Leia também: Aspen da África do Sul assina acordo para embalar e vender vacina J&J COVID

A taxa foi a mais alta desde o início da pesquisa trimestral da força de trabalho, em 2008.

De acordo com uma definição ampliada de desemprego que inclui os desalentados de procurar trabalho, 46,2% da força de trabalho estava sem trabalho no quarto trimestre, contra 46,6% no terceiro trimestre.

As perdas de empregos no quarto trimestre foram concentradas na manufatura, que perdeu 85 mil empregos, e na construção civil, com 25 mil empregos.

Por outro lado, as famílias privadas, o comércio e os serviços comunitários e sociais registraram ganhos de emprego.

A pandemia COVID-19 exacerbou os problemas do mercado de trabalho da África do Sul no ano passado. Antes da pandemia, a economia já sofria de altos níveis de desemprego, pois problemas como cortes persistentes de eletricidade sufocaram o crescimento, contribuindo para a pobreza e a desigualdade.

O Ministério das Finanças espera um crescimento econômico de 2,1% este ano, uma taxa que autoridades e economistas disseram estar muito abaixo do nível necessário para fazer um amassado significativo no desemprego e na pobreza.

A raiva pelo agravamento da economia, por vezes, se espalhou em protestos violentos e tumultos, incluindo em julho do ano passado, quando mais de 300 pessoas foram mortas e centenas de empresas destruídas em tumultos que começaram como queixas sobre a prisão do ex-presidente Jacob Zuma por desacato ao tribunal.

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

4 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.