Marca brasileira cria touca de banho e natação para cabelos afro

958C6AB7-89F0-43D3-8A06-A365061FB945-3734-000003A2800E5145.jpg

Por Ana Carolina Fagundes

A empresa “DaMinhaCor” criou a primeira touca de banho e natação para cabelos afro, trançados e/ou com dreads. Ecologicamente correta e unissex, o produto enaltece a diversidade no esporte e o empoderamento dos negros pelo mundo, sendo vendida hoje em 21 países.

No mercado desde janeiro de 2018, DaMinhaCor surgiu a fim de suprir uma necessidade de nadadores negros que não conseguiam fazer seus cabelos caberem nas toucas tradicionais. “As marcas precisam fazer sentido e é exatamente isso que DaMinhaCor trouxe: sentido. A marca chegou no mercado para fomentar o cenário de empoderamento e dizer o óbvio: somos todos diferentes e precisamos de produtos e facilidades para toda essa diversidade”, informa o site da empresa, que vende os produtos a partir de R$ 29,90.

Empresa brasileira cria toucas de natação para cabelos afro

A marca foi fundada pelo empresário Maurício Delfino e já ajudou a muitos atletas como a jovem Sofia Dionísio, que quase perdeu uma competição antes de conhecer a touca especial. “Antes era muito mais difícil encontrar uma touca e, por isso, eu acabava um pouco evitando fazer natação. Quando fui competir, fiz uma trança e aí bateu o desespero, porque não cabia na touca. Eu perguntei pra coordenadora se poderia fazer a prova sem touca, mas a regra era essa. Por sorte, a cabeleireira me indicou o Maurício e foi a salvação”, comenta.

As toucas são feitas de silicone, estão disponíveis nas cores preta, branca e azul, e para diversos tamanhos. Também é indicada para as crianças.

2 Replies to “Marca brasileira cria touca de banho e natação para cabelos afro”

  1. Obrigado pelo carinho na reportagem, As piscinas também são nossos lugares!

  2. Rogério Santos de Paula disse:

    Que coisa linda, isso è muito importante è preciso começarmos a empreender e dar força aos nossos empreendedores e simplesmente boicotar as empresas e marcas que nos ignora e usarmos nossos recursos financeiros em pro da fomentação do nosso pessoal já que somos ignorados devemos ignorar lós também.

Deixe uma resposta

scroll to top
%d blogueiros gostam disto: