Governo do Rio gasta R$ 13 milhões em campanha pró-vacina, mas deixa máscara de cabeça pra baixo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Uma campanha promovida pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio para incentivar a vacinação contra a covid-19 mostra um homem usa a máscara de cabeça para baixo. A campanha, que viralizou nas redes sociais, foi motivo de chacota em jornais estrangeiros. Correspondentes do jornal francês Le Monde e do inglês The Guardian no Brasil compartilharam a gafe e, após a repercussão negativa, a Secretaria estadual de Saúde pede desculpas pelo o que chamou de equívoco.

A peça publicitária faz parte da campanha “Rio Abraça a Vacina” e foi divulgada em mobiliários urbanos e busdoors antes que o erro fosse notado. A frase: “A vacinação no estado do Rio de Janeiro começou” também vem escrita na peça.

A gafe foi apontada no perfil Contagem Coronavírus – Brasil no Twitter na noite deste sábado (10).

Leia também: Estado da Bahia alcança o 1º lugar no ranking nacional de vacinação contra a Covid-19

Segundo o blog do jornalista Rubem Berta, a campanha, feita pela agência de publicidade Propeg, lançada no dia 15 de março e veiculada até a última sexta-feira, custou aos cofres públicos R$ 13 milhões. Em sua conta no Twitter, a secretaria estadual de Saúde agradeceu “a observação”e pediu “desculpas” por não ter “percebido esse equívoco no uso da máscara na campanha #RioAbraçaVacina”.

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde, as peças publicitárias da primeira fase da campanha foram recolhidas na sexta-feira (9) e uma segunda fase irá para as ruas na próxima terça (13).

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.