Virgínia Rodrigues canta o sagrado feminino e a ancestralidade em seu sexto CD

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Virgínia Rodreiguez – Foto: Pico Garcez

Uma mulher multiplicando muitas. Para o seu sexto disco, a cantora Virgínia Rodrigues optou por gravar apenas canções de compositoras – solo ou em parceria. O resultado, “Cada voz é uma mulher”, é um caleidoscópio que une talentos brasileiros e africanos sob o brilho de uma intérprete singular.

Divulgado pela Natura Musical, o trabalho passeia pela língua portuguesa – e suas associações – agregando sonoridades que passeiam por Salvador, Angola, São Paulo, Cabo Verde, Niterói, Moçambique, Campo Grande, Portugal ou Itanhandu sem deixarem de ser globais. A identidade do projeto está no registro da artista baiana.

Cantora de coros de igrejas católicas e protestantes, Virgínia Rodrigues foi convidada, em 1997, para participar da peça “Bye, bye, Pelô” ao lado do Bando de Teatro Olodum. Durante os ensaios, foi “descoberta” pelo cantor e compositor Caetano Veloso, que decidiu apostar na sua voz. No mesmo ano, gravou seu primeiro cd: “Sol negro”.

No atual trabalho, destacam-se o registro de “Vedete da Favela”, uma das composições da icônica escritora Carolina Maria de Jesus; o dueto com Mayra Andrade nos versos em crioulo cabo-verdiano de “Stória Stória”; e a regravação de “Asas”, de Luedji Luna. No total, o disco conta com nove faixas.

A canção escolhida para ser transformada em clipe foi “Um beijo de beira”, de Alzira E. e Arruda. O vídeo, dirigido por Pico Garcez e com participação da bailarina Dandara Baudez, está no ar no Youtube. A proposta é destacar as expressões corporais e faciais de ambas – cantora e dançarina -, traduzindo a leveza e a intensidade do sentimento que a letra carrega. 

O projeto “Cada voz é uma mulher”, com a proposta de misturar o sagrado feminino com a ancestralidade, está com seu conteúdo disponibilizado nos principais serviços de streaming musical. A artista, que já se apresentou em Berlim (Alemanha) e São Paulo-SP em julho, volta aos palcos em agosto em Salvador-BA (02/08) e São Paulo-SP (17/08). 

Virgínia Rodriguez
APOIO-SITE-PICPAY

Cipriano Jr

Cursou Comunicação Social (Jornalismo) na UFRJ e atuou como repórter na EBC, no diário Lance! e na MBPress - aqui, produzindo conteúdo para a editoria de esportes dos portais UOL e IG. Atualmente, trabalha como analista na equipe digital da FSB Comunicação. Publica quinzenalmente textos de opinião e ficção em seu espaço no Medium. Twitter: @cizenando_ Medium : @cizenando

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.