“Infelizmente o preconceito está aí, a homofobia está aí, o racismo está aí… Isso já aconteceu comigo várias vezes…”, desabafa o cantor Léo Santana

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O artista baiano, Léo Santana, não é conhecido por se envolver com debates raciais, no entanto uma declaração recente do cantor surpreendeu muito os seus fãs. Através dos stories de seu perfil pessoal no Instagram, o cantor relatou que um músico da sua banda foi vítima de racismo, neste sábado (01), durante uma apresentação em Belo Horizonte, Minas Gerais. Em entrevista concedida ao Portal POPline, durante o Festival de Verão, no domingo (02), o cantor explicou o fato e revelou também sofrer racismo.

“Eu sou muito cuidadoso para falar a minha opinião sobre determinados assuntos. Muitas vezes prefiro apenas falar com amigos e pessoas próximas, até porque cada um pensa de forma diferente. Mas o que aconteceu em Belo Horizonte com o meu músico foi muito triste. Infelizmente o preconceito está aí, a homofobia está aí, o racismo está aí… Isso já aconteceu comigo várias vezes, eu já fiquei remoendo muito várias situações, mas naquele momento eu decidi colocar pra fora e falar sobre o assunto. Eu, artista, Léo Santana, já passei por várias situações de preconceito. Muitas vezes chego num hotel, o frigobar estar vazio, vou comprar algo e os atendentes falam: “Tem que pagar na hora”. E eu: “Tudo bem”. Isso me chateia, me incomoda, às vezes não quero falar sobre isso, mas acho que sempre que estivermos com a cabeça lúcida, temos mesmo que denunciar mesmo. Ainda tenho muita esperança que o mundo vai mudar”, desabafa Léo Santana.

Léo Santana. Foto: Arquivo pessoal

O artista baiano, nascido no subúrbio de Salvador, está no auge da sua carreira com 31 anos. Com cachê de aproximadamente R$ 200 mil por shows, Léo Santana coleciona a fama de namorador. O soteropolitano já se relacionou com a funkeira Perlla, a modelo e empresária Nicole Bahls, namorou a estadunidense Chelsea Rae, além de dançarinas como a Juliane Almeida e Lore Improta, está ultima com quem noivou e mantém uma relação com idas e vindas. Nas redes sociais é comum encontrar fãs pedindo que o “Gigante”, apelido de Léo Santana por ter 2 metros de altura, volte e se case com a loira, Lore Improta.

Em 2018, durante o programa “Encontro com Fátima”, Léo Santana disse que sua família tinha “cabelo ruim”. “Pense numa família de cabelo ruim? É a minha, eu tenho pouco cabelo, pouco e duro”, disse o cantor. A frase não agradou os fãs que usaram a internet para afirmar que o artista estava reproduzindo termos racistas.

Já em 2016, durante o Carnaval de Salvador, o artista já havia criado polêmica ao dizer que “não entedia homens se beijando” e foi acusado de homofobia ao sugerir que homens precisavam beijar mulheres. “É cada tipo de homem, é tanta mulher bonita e os homens ficam nessa viadagem”, declarou no microfone do alto do trio elétrico. Arrependido, o cantor tentou explicar o contexto do termo e desculpou com o público.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.