Vídeo: moradores de Fortaleza procuram comida em caminhão de Lixo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Um vídeo que circula nas redes sociais desde o último domingo (17) gerou comoção e revolta. Moradores de um bairro considerado nobre de Fortaleza (CE) procuram restos de comida na caçamba de um caminhão de lixo. 

Vídeo publicado no TikTok e viralizou nas outras redes – Créditos: Reprodução / Redes Sociais

O vídeo foi postado originalmente no TikTok, mas viralizou rapidamente no Instagram, Facebook e Twitter. No vídeo, é possível ver que oito pessoas procuram o que aproveitar dos dejetos do caminhão de lixo, enquanto os garis organizam o lixo a ser enviado para a prensa. 

Internautas reagiram ao vídeo, cobrando explicações ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), uma vez que a comitiva do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) conta com 69 pessoas em Dubai, nos Emirados Árabes. Uma seguidora questiona o deputado, filho do presidente da república. Bananinha corrupto, como você se sente em Dubai enquanto o povo come osso e pega comida no caminhão de lixo?”, se referindo à roupa de sheik, utilizada pelo parlamentar durante a visita ao país árabe. 

Insegurança alimentar

Um levantamento realizado pela FAO, organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura mostra que um em cada quatro brasileiros não tem certeza se vai conseguir fazer a próxima refeição do dia. Esse número quase dobrou em 2 anos, foi de 10 milhões em 2018 para 19 milhões no ano passado.

Outro dado que chama a atenção, é o crescente número de favelas no Brasil. Com a queda nos níveis de renda dos brasileiros, as moradias consideradas mais baratas estão com a procura em alta. 

Um levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), em parceria com a Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), mostrou que o número de favelas no Brasil praticamente dobrou nos últimos dez anos. Em 2010, o país contava com 6.329 vilas e favelas e, no ano de 2019, foram contabilizadas 13.151 aglomerados.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.