Ryan Coogler, diretor de ‘Pantera Negra’ é ‘confundido’ com ladrão em banco nos EUA

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Ryan Coogler, diretor de “Pantera Negra”, foi acusado de roubo ao tentar sacar US$ 12 mil, o equivalente a R$ 60 mil, da própria conta numa agência em Atlanta, nos Estados Unidos. O caso aconteceu em janeiro, mas foi revelado nesta quarta (09), quando o site TMZ teve acesso ao boletim de ocorrência da polícia.

“Essa situação nunca deveria ter acontecido. De qualquer forma, o Bank of America (instituição onde o caso ocorreu) e eu nos acertamos e seguimos adiante”, disse Coogler ao site.

Coogler queria ser discreto com o saque. Ele entregou um envelope à atendente do caixa, com a seguinte frase: “gostaria de sacar US$ 12 mil da minha conta corrente. Por favor, conte o dinheiro em outro lugar. Gostaria de ser discreto”.

LEIA TAMBÉM: ‘Pantera Negra: Wakanda’ para sempre é considerado o filme mais esperado de 2022 nos EUA

Ao receber o bilhete a funcionária acreditou, sem nenhum motivo aparente, ser uma tentativa de roubo. Na ocasião, o diretor usava uma máscara por causa da pandemia, como todos os demais, e óculos escuros.

A caixa e o gerente do banco decidiram então chamar a polícia que ao chegar algemou o diretor. Duas pessoas que esperavam por ele em um carro do lado de fora também foram rendidas.

 

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.