‘Bolsonaro virou as costas para a gente’, afirma líder de entidade ucraniana

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Em entrevista ao UOL, Vitorio Sorotiuk, que preside a Representação Central Ucraniano-Brasileira, criticou o presidente Jair Bolsonaro por ter insultado publicamente o mandatário ucraniano Volodimir Zelensky e que desrespeitou o país do leste europeu ao recusar um convite de visita antes da invasão. 

Bolsonaro (à esq.) e Putin apertam as mãos durante visita do brasileiro à Rússia. Foto: Agência Reuters

“O Bolsonaro ofendeu o presidente da Ucrânia e virou as costas para a gente. Ele apenas decidiu ir à Rússia e oferecer solidariedade ao Putin antes da invasão. Depois, disse que a posição era de neutralidade quando o segundo maior exército do mundo ataca um país pequeno. Espero que ele se comporte como presidente do Brasil, e não como Jair Bolsonaro.”, disse Sorotiuk. 

Leia também: Expediente de Bolsonaro é de menos de 5 horas por dia, afirma levantamento 

Em entrevista coletiva de imprensa no dia 27 de fevereiro em São Paulo, Bolsonaro zombou do passado de comediante de Zelensky em meio ao conflito. “O povo [ucraniano] confiou num comediante o destino de uma nação. Ele [Zelensky] tem que ter equilíbrio para tratar dessa situação aí”, disse. 

Também de acordo com a reportagem, o convite foi repassado pela Representação Central Ucraniano-Brasileira em carta protocolada no dia 30 de janeiro e encaminhada diretamente à Presidência da República, mas sem retorno.  

“Nesta reunião ele [Zelensky] nos informou que já fez um convite para que Vossa Excelência visitasse a Ucrânia (…). Que Vossa Excelência aproveite a viagem a Moscou para também visitar o presidente Volodimir Zelensky em Kiev (…). Gostaríamos de expressar que o conflito na fronteira da Ucrânia com a Rússia é também assunto do Brasil.”, dizia o trecho do comunicado. 

A reportagem também entrou em contato com a assessoria da Presidência da República e do Itamaraty para que se pronunciassem sobre o caso, contudo, não tiveram retorno. Na semana passada, a entidade lançou o Comitê Humanitas Ukraine Brasil para coordenar ações de ajuda humanitária no país. O órgão ainda busca apoio junto a senadores e deputados federais para que o Brasil receba refugiados da guerra na Ucrânia. 

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.