Pré-vestibular social paga até R$ 1.100 por mês para bolsista de tutoria

O Pré-vestibular Social da Fundação Cecierj está com inscrições abertas, até o dia 10 de janeiro, para a seleção de 103 bolsistas de tutoria, além de formação de cadastro reserva, para trabalhar em um dos 52 polos distribuídos pelo Estado do Rio de Janeiro. Os interessados devem acessar o edital e preencher o formulário através do site cederj.edu.br/prevestibular e pagar a taxa de R$ 40. O valor da bolsa varia entre R$ 550 a R$ 1.100 por mês.

Para participar do processo seletivo, o interessado precisa ter diploma de nível superior emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação ou que esteja cursando a graduação, com matrícula ativa, em instituição de ensino superior pública ou privada reconhecida pelo Ministério da Educação. Não há a obrigatoriedade da formação em licenciatura. No dia 19 de janeiro, o candidato fará uma prova de Língua Portuguesa Geral e Conteúdo Específico (Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Geografia, História, Inglês, Espanhol e Libras). Os aprovados participarão da Prova Didática entre os dias 4 a 16 de fevereiro de 2019.

De acordo com o edital, o bolsista de tutoria presencial selecionado deverá cumprir 8 horas semanais, aos sábados, ministrando aulas, dirigindo as sessões semanais de orientação acadêmica e participando de outras atividades pedagógicas como planejar aulas, elaborar relatórios de aulas e corrigir exercícios e simulados no polo escolhido ou fora dele. A todos os bolsistas de tutoria presenciais serão designados alunos com os quais desenvolverão as atividades da orientação acadêmica.

Os tutores de língua estrangeira trabalharão a distância, precisando comparecer durante a semana no prédio localizado na Central do Brasil para atender os alunos por telefone. O bolsista de tutoria a distância, selecionado para as disciplinas de Inglês e Espanhol, receberá uma bolsa mensal equivalente à titulação graduando no valor de R$ 550,00 para cumprir 20 horas semanais, sendo 8 horas no atendimento telefônico 0800 em dois turnos de 4 horas (manhã ou tarde) e as restantes no desenvolvimento de ações pedagógicas em ambiente virtual.

Lídia Michelle Azevedo

Formada em Comunicação Social - Jornalismo pela UFRJ, em 2009, já passou pelas redações do Jornal dos Sports, Assessoria de Imprensa do IBDD (Instituto Brasileiro dos Direitos da Pessoa com Deficiencia) Revista Ferroviária, Expresso, Extra, Canal A e atualmente está na assessoria de comunicação da Fundação Cecierj.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: