Documentário sobre vida e obra de Mestre Moa entra em financiamento coletivo para ser finalizado

O assassinato do Mestre Moa do Katendé, no dia 08 de outubro, mesmo dia do 1° turno das eleições presidenciais, chocou o mundo todo e o transformou em um símbolo da luta pela resistência. O documentário ‘Raiz Afro Mãe, o Afroxé de Mestre Moa’, que conta a vida e a obra do Mestre, entrou em financiamento coletivo no Catarse.

As filmagens começaram no início de 2018, ou seja, antes da morte de Mestre Moa, e foram compiladas 3 horas de entrevistas e músicas autorais em estúdio. Não tendo verba suficiente a produção parou sem finalizar o documentário. Até agora, o ‘Raiz Afro Mãe, o Afroxé de Mestre Moa’ arrecadou 20% e resta um mês até atingir a meta de R$ 120 mil.

Um dos sonhos de Moa era levar este documentário para a Europa e assim, promover ainda mais a cultura afro-brasileira. O documentário é dirigido por Gustavo McNair, que já trabalhou como iconoclasta, roteirista e diretor de curtas. McNair foi o fundador da Kana Filmes juntamente com o produtor executivo, Filipe Machado — também produtor de Raiz Afro Mãe, o Afroxé de Mestre Moa.

“O Brasil está num momento importante, em que precisamos muito nos unir pela preservação da arte e da nossa cultura. Mestre Moa dedicou sua vida a divulgar a cultura afro-brasileira, porque ele acreditava que essa era a forma de trazer de volta o orgulho, a união e a identidade que o país tanto precisa”, enfatiza Gustavo McNair. “Este filme é, acima de tudo, uma celebração à nossa cultura popular, e precisa ser feito para o Mestre Moa, e para todos nós, que precisamos tanto nos reconectar às raízes do Brasil”, finaliza.

Entre os apoiadores do documentário estão Luedji Luna, Chico César, Jasse Mahii, Vovô do Ilê e Mestre Plinio. É possível doar valores entre R$ 15 a R$ 5 mil.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: