Ícone do site Notícia Preta

Debate sobre a criminalização do aborto é tema de peça em Salvador

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Com atuação de Andréia Fábia, o espetáculo “A Reza” retrata o drama de uma mulher que sofre com a criminalização do aborto no Brasil. Em cartaz neste sábado (25), às 19h, no Teatro Gamboa Nova, em Salvador, a obra faz um alerta sobre a negação de direitos básicos e a privação do poder de decisão sobre seus corpos, sobretudo para mulheres negras. Utilizando uma linguagem poética e repleta de simbolismo, o monólogo coloca o aborto caseiros e clandestinos no centro do debate.

A direção e dramaturgia é assinada por Juliana Roiz, que trabalhou para que a performance envolvesse também os sentidos dos espectadores e fosse capaz de suscitar uma reflexão sobre as diversas formas de opressão sofridas pelas mulheres. Contendo elementos ritualísticos, o espetáculo cria uma atmosfera intimista, que torna mais pessoal e doloroso o desamparo das mulheres que passam por abortos irregulares no País.

Atriz Andréia Fábia em cena no espetáculo “A Reza”. Foto: Diney Araújo

Para a diretora Juliana Roiz, a obra é necessária para abrir o debate sobre a criminalização do aborto. “A Reza é mais que um espetáculo que aborda a temática do aborto caseiro, é uma ação artística que visa provocar uma maior conscientização a respeito das consequências de sua criminalização e da importância de sua legalização. Não sobre o que se deva pensar a respeito, mas a necessidade de se pensar sobre. A criminalização e proibição do aborto no Brasil deve ser repensada, falada, discutida e debatida”, comenta a encenadora.

Serviço:

Peça A Reza
Local: Teatro Gamboa Nova (Largo dos Aflitos),m Salvador, Bahia
Data: 18 e 25 de janeiro
Horário: 19h
Preço: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Mais informações: Vendas no local e no Sympla 

Sair da versão mobile