Ponte Preta tem seu primeiro presidente negro

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na contramão do futebol brasileiro, a Macaca faz história

Com um histórico de luta contra o racismo, Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho, assume a direção da Ponte Preta, clube de Campinas (SP) após passar pela direção do Sindicato dos Eletricitários de Campinas. Antes disso, Tiãozinho foi vereador e deputado estadual.

Tiãozinho se diz consciente da responsabilidade histórica que tem em suas mãos. “Em qualquer organização, nós, negros, estamos a quilômetros das tomadas de decisão. No futebol, não somos notados além das quatro linhas. Vivemos em um país que está acostumado a mandar em nós e não a receber nossas ordens, por isso tenho um grande desafio pela frente”, afirmou.
Levando a sério o que prega, Tiãozinho a inciou três novos componentes da diretoria executiva, dois homens e uma mulher, todos negros. “Obviamente a inclusão foi um critério, porque ela é necessária e atual”, explicou.

Fundada no ano de 1900, 12 anos após a assinatura da Lei Áurea, a Ponte Preta é o primeiro clube brasileiro a contar com um negro no elenco, Miguel do Carmo fez parte do primeiro time pontepretano.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.