O Cluster, festival multicultural reúne agentes da economia criativa e artistas autorais, neste fim de semana

Foto: Arquivo da Banda

Moda, gastronomia, música, arte e economia criativa. Estes são os principais elementos do Festival O Cluster, que em sua sexta edição, reúne artistas e agentes culturais de todo o Rio de Janeiro. A programação inclui palestras, workshops, shows e a final do Prêmio Espiritu Libre. As atividades são gratuitas e os shows acontecem entre os dias 24 e 25 na Casa França Brasil. Para acompanhar e se inscrever nas atividades, basta seguir a página do Festival.

Prêmio Espiritu Libre

Criado para dar espaço à composições autorais cariocas, o prêmio celebra seis anos da plataforma multicultural O Cluster, que realiza  intercâmbio e experiências entre agentes culturais de áreas diversas. A banda Virótica é uma das finalistas e a premiação poderá viabilizar o primeiro EP do grupo, por meio de financiamento coletivo no Benfeitoria. A votação é popular e será feita no dia 25.

Show Parque Lage – Foto: Danielle Tanaka

Virótica é uma banda autoral, formada em sua maioria por mulheres. Mescla rap, ritmos afro, latino e brasileiro à composição musical que se dá através do canto, guitarra, baixo, percussão, trombone e flauta. Há cerca de 1 ano, Tetiiz, uma carioca  de 23 anos, filha de uma brasileira com um angolano, deu início à jornada artística ao lado de Guto Souza (guitarra e voz). Desde então, novas músicas foram surgindo e a banda foi ganhando experiência, entrosamento e especialmente, o carinho do público.

Festival, Prêmio, Virótica e a gratuidade do evento, são mais algumas oportunidades para conhecer a diversidade cultural carioca. Vale a pena conferir o quê e como grupos, artistas e outros profissionais fomentam e propagam a cultura genuinamente brasileira.

Fernanda Quevedo

é Mato-grossense e tem 32 anos. É redatora publicitária, escritora e social media. É formada em Serviço Social e pós-graduanda em Marketing. Já foi ativista pela democratização da comunicação e da Cultura, sendo uma das fundadoras da Midia Ninja e trabalhando em diversas organizações do terceiro setor em Cuiabá, São Paulo, Porto Alegre e Brasília. Hoje mora no Rio de Janeiro e realiza projetos e consultorias de letramento e escrita criativa digital.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: