Nina Silva é premiada como a ´’Mulher Mais Disruptiva do Mundo’

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A 4º edição do Women in Tech Global Awards 2022 considerou Nina Silva, CEO e uma das fundadoras do Movimento Black Money e da fintech D´Black Bank, como a Mulher Mais Disruptiva do Mundo. A premiação aconteceu nesta terça (02), em Portugal, reconhecendo mulheres que causam impacto na tecnologia e inovação. 

O movimento tem como principal objetivo abrir mais oportunidades para mulheres na área de tecnologia. Com meta audaciosa, eles desejam em até 2030 criar áreas de inovação e tecnologia para mais de 5 milhões de mulheres em todo o mundo. 

Presente em seis continentes, a organização realizou a primeira premiação no Brasil em outubro deste ano, onde Nina ganhou no âmbito nacional na mesma categoria. A competição global era ainda mais desafiadora e contava com mais de 1000 nomeadas. Nina desbancou uma francesa, uma canadense, a sul-africana, duas competidoras de Netherlads e até mesmo uma robô humanoid. 

Leia também: Movimento Black Money reforça a importância da Black Friday para afroempreendedores

Nina Silva

Um comitê internacional selecionou 35 finalistas, após votação chegaram nas sete premiadas uma por categoria. Nina é executiva em tecnologia há mais de 20 anos, especialista em gestão de negócios e transformação digital com atuação internacional em multinacionais além de Conselheira Administrativa e investidora. 

“Saber que para além de um título, além de um prêmio, é a representação de um povo, que ainda está invisível até mesmo em competições de mulheres por sermos em menor número em premiações. Como negros e negras não estando na representação que temos no mundo em percentual populacional. Mas sabemos que existem vários corpos negros, fazendo trabalhos fenomenais na área de tecnologoa no mundo como na ciência, Finanças e outros mercados dominados por homens brancos. Me sinto porta voz de todas essas pessoas, espero ser ponte para que nós tenhamos a oportunidade de ter mais nossos iguais em todos espaços, criando nossa autonomia e fazendo do mundo um local de oportunidades para todos”

diz Nina Silva

A Women in Tech está em atuação desde 2018, contando hoje com 200 voluntárias e 70 mil membros. Com foco em quatro frentes: promoção de eventos que promovem parcerias e dão visibilidade à causa, educação com programas de treinamento, desenvolvimento de força de trabalho e inclusão social, com a arrecadação de fundos para a democratização de acesso a equipamentos e bolsas de estudo. 

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.