Prefeito de Belém (PA) decreta que empregada doméstica é atividade essencial durante pandemia

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Zenaldo Coutinho vai contra as recomendações do Ministério da Saúde – Foto: Oswaldo Forte

Um decreto, assinado pelo prefeito de Belém (PA), Zenaldo Coutinho (PSDB), na manhã desta quarta feira (6), prevê que o trabalho de empregadas domésticas é uma atividade essencial durante o isolamento social. Segundo o mandatário, a atividade foi inserida nas exceções devido algumas pessoas precisarem de auxílio por também serem atividades essenciais. “Uma médica ou médico, por exemplo, precisa de alguém que ajude em casa”, escreveu o chefe do executivo em sua conta no Twitter.

Reações
Logo após a publicação, diversos seguidores do prefeito reagiram à notícia de que as domésticas deveriam trabalhar normalmente durante o período de isolamento. A publicação recebeu vários comentários contrários ao novo decreto. Uma das respostas cita que a empregada indo trabalhar pode gerar um efeito dominó, contaminando a família e os vizinhos.

Várias reações foram adversas ao decreto do prefeito de Belém – Foto: Redes Sociais

Carta Manifesto
No início do mês de março, filhos e filhas de empregadas domésticas fizeram um manifesto em forma de carta, enviaram às autoridades, reivindicando que as trabalhadoras fossem dispensadas e continuassem recebendo remuneração para que, assim, cumpram com as exigências de precaução no combate à propagação contagiosa do COVID -19. O documento foi enviado à parlamentares, influenciadores e jornalistas.

Para a psicóloga e uma das integrantes da Carta Manifesto, Laura Cristina Cândida, a decisão do prefeito mostra a verdadeira face do país. “A casa grande usa e abusa dos seus poderes diante das pessoas que necessitam do emprega, sustento e que é a provedora da casa”. Ainda segundo Laura, desde o início da quarentena as empregadas domésticas e diaristas foram liberadas de forma “solidária” e muitas não foram remuneradas, mesmo com a confecção da carta. “A luta do Movimento – Pela vida de nossas mães é que sejam remuneradas, com a ajuda financeira através do formulário. Essa contribuição é para que as empregadas domésticas e diaristas mantenham o sustento e se organizem minimamente nesse período precário que estamos vivendo”, finalizou.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.