Celso Athayde vai receber prêmio do Fórum Econômico Mundial

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O co-fundador da Central Única das Favelas (CUFA) e CEO da Favela Holding, Celso Athayde, vai à Suíça para receber o prêmio de Maior Empreendedor de Impacto e Inovação do Mundo, pelo Fórum Econômico Mundial. O evento acontece entre os dias 22 a 26 de maio e reúne os principais líderes empresariais e políticos do globo.

Celso Athayde recebe prêmio de empreendedor social – Foto: Reprodução

Athayde anunciou a novidade através de um post no Instagram, nesta sexta-feira (20), dizendo que não está só e que leva junto a transformação social da favela. “Estou levando na minha bagagem toda a minha essência de preto de favela, e sobretudo, toda a potência que esse território carrega. Logo, quem está indo para Davos, não é só o Celso Athayde, e sim a capacidade de transformação social que cada favelado e cada favelada tem na sua essência. Vou dividir essa experiência de vitória coletiva, fiquem por aqui acompanhando tudo’, disse.

Leia também: Chef João Diamante cozinha para bisneto de Mandela neste sábado

O ativista social contou, em relato à Exame, que nunca imaginou ganhar um prêmio pelo Fórum Econômico Mundial. Segundo Celso, ele não sabe o que ou quem vai encontrar no evento, mas vai falar de onde veio, sobre quem é, sobre as potências da Favela. 

“Vai muito além de um sonho. Porque nem no sonho mais otimista, que eu idealizava junto com minha mãe e meus irmãos, eu esperava ganhar o Prêmio do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, como maior Empreendedor de Impacto e Inovação do Mundo. Aqui, da sala de embarque, fiquei pensando em tudo o que vivi no Rio. O quanto essa cidade me formou e me ensinou. O quanto tive que empreender neste lugar, desde os meus primeiros passos. O quanto, nesta cidade, me reconheci como preto e favelado, mesmo que de forma um tanto involuntária.”, informou Celso Athayde.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.