“Fies financiou faculdade até para filho do porteiro que zerou vestibular”, diz Paulo Guedes

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O ministro da Economia, Paulo Guedes declarou, durante uma reunião do Conselho de Saúde Suplementar (Consul), realizada na última terça-feira (27), que o governo federal deu bolsas em universidades, por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), para “todo mundo”. Para o ministro, o programa foi um “desastre” que enriqueceu meia dúzia de empresários.

Não é a primeira vez que o Ministro usa seu espaço para falar de pessoas de baixa renda – Foto: Reprodução / Internet

Sem saber que estava sendo gravado, Guedes afirmou que até quem não tinha a “menor capacidade” e “não sabia ler nem escrever” entrou na graduação por esse caminho. Disse também que o filho do seu porteiro foi beneficiado após zerar o vestibular. Fala equivocada, já que o programa exige nota mínima para aprovar o financiamento.

“O porteiro do meu prédio, uma vez, virou para mim e falou assim: ‘Seu Paulo, eu estou muito preocupado’. O que houve? ‘Meu filho passou na universidade privada’. Ué, mas está triste por quê? ‘Ele tirou zero na prova. Tirou zero em todas as provas e eu recebi um negócio dizendo: parabéns, seu filho tirou…’ Aí tinha um espaço para preencher, colocava ‘zero’. Seu filho tirou zero. E acaba de se endereçar à nossa escola, estamos muito felizes”, disse o ministro Paulo Guedes durante a reunião.

Leia também: Com unificação de tributos, Livros devem ficar mais caros

Além do ministro Paulo Guedes, participaram da reunião o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, da Justiça, Anderson Torres, representantes do Ministério Público Federal (MPF) e da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Queiroga avisou que a reunião estava sendo gravada somente após 40 minutos do início. “Só não manda para o ar, por favor”, disse Guedes. A Saúde transmitiu uma parte da reunião, mas retirou o vídeo da internet.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.