Jay-Z liga para governador de Minnesota e exige justiça após morte de George Floyd

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Após Beyoncé publicar em seu Instagram que “estamos despedaçados e com nojo” em relação ao assassinato de George Floyd, seu marido, o rapper Jay-Z, ligou para o governador de Minnesota, Tim Walz, para exigir justiça.

Durante uma coletiva de imprensa, Waltz contou que Jay-Z telefonou para ele neste domingo (31) para exigir justiça pela morte de George Floyd, assassinado em Minneapolis por um policial branco. “Foi tão incrivelmente humano”, disse Walz, de acordo com a WCCO CBS Minneapolis. “Não era Jay-Z, celebridade internacional. Era um pai e, penso sinceramente, um homem negro cuja dor visceral disso ele conhece”, declarou o governador.

Jay postou a declaração no Twitter através da conta da organização REFORM Alliance, criada por ele, Meek Mill e outros. Ele agradece a Walz por trazer o procurador-geral Keith Ellison para liderar o caso George Floyd.

“Depois de nossa conversa muito sincera, obrigado ao governador Walz por fazer o que é certo e ter chamando o procurador-geral Keith Ellison para assumir o caso George Floyd”, diz Jay-Z. “Hoje cedo, o governador Walz mencionou ter uma conversa humana comigo – um pai e um homem negro sofrendo. Sim, eu sou humano, um pai e um homem negro sofrendo e não sou o único. Agora eu, junto com um país inteiro sofrendo, convide a Procurador Geral Ellison a fazer a coisa certa e processar todos os responsáveis ​​pelo assassinato de George Floyd em toda a extensão da lei. este é apenas o primeiro passo. Estou mais determinado a lutar pela justiça do que qualquer luta que meus futuros opressores possam ter.”

“Eu peço que todos os políticos, promotores e oficiais do país tenham coragem de fazer o que é certo. tenha a coragem de olhar para nós como humanos, pais, irmãos, irmãs e mães com dor e olhar para si mesmos”, finalizou o rapper.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.