Instituto Adolfo Lutz confirma dois casos da variante Ômicron no Brasil

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Nesta terça-feira (30), o Instituto Adolfo Lutz (IAL) confirmou dois casos de brasileiros que apresentaram resultado positivo para a variante Ômicron da Covid-19. As análises são contra provas de exames realizados no laboratório Albert Einstein. 

Os passageiros desembarcaram em Guarulhos, vindos da África do Sul – Foto: Reprodução

De acordo com a Anvisa, os portadores da variante Ômicron, um casal, vieram da África do Sul e desembarcaram no aeroporto de Guarulhos (SP), no dia 23 de novembro, e apresentaram o exame RT-PCR negativo. No entanto, quando estavam retornando ao país de origem, refizeram o teste, seguindo o protocolo sanitário, e testaram positivo. 

Leia também: Descoberta inicialmente na África do Sul, Portugal relata casos de nova variante do coronavírus

Segundo informações da CNN, os dois estão em isolamento domiciliar e não possuem histórico de vacinação. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, o casal está sob monitoramento das autoridades sanitárias estaduais e municipais. Eles são missionários que moram na África do Sul e vieram ao Brasil visitar familiares, que também estão sendo monitorados.

A Anvisa ressaltou também que a entrada dos passageiros no país aconteceu antes do anúncio da Organização Mundial de Saúde (OMS) relata casos da nova variante na África do Sul. No último sábado (27), uma portaria do governo Federal proibiu voos e viajantes que tenham passado pela África do Sul, Botsuana, Essuatíni, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.