Goleiro do Inter é xingado de ‘macaco’ em jogo no RS

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Goleiro Carlos Miguel foi vítima de xingamentos racistas na partida contra o Novo Hamburgo Foto: MARCOS LIMONTI / ESTADÃO CONTEÚDO

O goleiro do Internacional, Carlos Miguel, foi xingado com insultos racistas na partida contra o Novo Hamburgo, no último domingo (25), válida pela Copa FGF, em Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre. O árbitro da partida, Marco Aurélio Nunes Magalhães, relatou o episódio em súmula. 

Confira o relato na íntegra:

“Aos 30 minutos do segundo tempo, o sr. rodrigo vargas, árbitro assistente número 2, relatou-me que foram proferidas por torcedores do EC Novo Hamburgo, que se encontravam à direita das arquibancadas, palavras de cunho racista direcionadas ao jogador número 1, Carlos Miguel dos Santos Pereira, goleiro da equipe do SC Internacional. as palavras identificadas foram as seguintes: “Negro! Macaco!” A Brigada Militar foi acionada pela equipe de arbitragem, no entanto, não foi possível identificar os responsáveis pelas manifestações racistas”.

Através do Twitter, o Internacional se manifestou:

“Repudiamos todo e qualquer ato discriminatório. O Clube do Povo está fechado contigo, Carlos Miguel. A tua caminhada é gigante”, publicou o perfil do clube.

Carlos Miguel também usou a rede social para comentar o ocorrido:

“No jogo de hoje contra a equipe do Novo Hamburgo, sofri insultos racistas durante toda a partida. Isso não vai me abalar, pois tenho muito orgulho da minha cor e das minhas origens. Não há mais espaço para racismo no futebol! Seguimos”, postou o atleta.

O Novo Hamburgo emitiu uma nota oficial sobre o caso:

“O Esporte Clube Novo Hamburgo, por meio de nota oficial, vem prestar esclarecimentos sobre a alegação de suposto ato discriminatório relacionado a preconceito racial contra o atleta do Sport Club Internacional, por parte de torcedores anilados durante a partida realizada na manhã do último domingo (25/08/2019), no CT Morada dos Quero-Queros, em Alvorada/RS, válida pela 3ª rodada da Copa Seu Verardi (FGF).< O Clube tomou ciência da acusação por meio da imprensa, bem como em relato da Súmula do árbitro da partida, disponibilizada na data de hoje. O Esporte Clube Novo Hamburgo repudia todo e qualquer ato de injúria racial ou de racismo, em todas as suas formas de manifestação, razão”

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.