Ícone do site Notícia Preta

Inflação de março é a maior do mês em 28 anos

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), divulgado nessa sexta-feira (8), mostra que o o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação no país, acelerou 1,62% no mês de março deste ano, atingindo a maior taxa nos últimos 28 anos.

A inflação atingiu o maior índice do plano Real para o mês de março – Foto: Pixabay

Além disso, a taxa de março é a maior desde 2003, quando o mês atingiu 2,25%. “No ano, o indicador acumula alta de 3,20% e, nos últimos 12 meses, de 11,30%, acima dos 10,54% observados nos 12 meses imediatamente anteriores”, afirma o IBGE em nota divulgada com o estudo.

Leia também: ‘Renda média do brasileiro cai e atinge pior nível em 10 anos’, afirma estudo

Com o resultado do mês de março, o país segue com um ritmo de sete meses em alta na inflação. Este resultado reforça a tese de especialistas que a taxa Selic anual, taxa de juros básica, será reajustada, ultrapassando os 13% ao ano.

Reflexos da alta na inflação

Os principais produtos e serviços de uso da grande população são os que sofreram maior impacto com a alta da inflação. Puxada pela alta dos combustíveis, o transporte é o que mais afetou a inflação, com aumento da taxa para 3,02%, seguido de alimentação e bebida (2,42%); e habitação, com 1,15% somente no mês de março de 2022.

Óleo diesel (13,65%), gasolina (6,95%) e botijão de gás (6,57%) foram os principais vilões para o aumento nos combustíveis no período. Os reajustes são fruto do aumento de preços praticados pela Petrobrás e anunciados no último dia 11 de março. Além disso, o transporte por aplicativo também teve um aumento considerável, 7,98% no mês de março, e nos últimos 12 meses, atingiu 42,74%, segundo o levantamento.

Sair da versão mobile