“Por mais que o carnaval sirva a máquina capitalista o chão dessa manifestação artística continua sendo protagonizado pela comunidade negra”, diz jurada

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Cinco das seis escolas de samba que voltarão à Sapucaí, no Rio de Janeiro, para o Desfile das Campeãs no sábado (30, têm enredo com protagonismo negro. Salgueiro trouxe o enredo ‘Resistência Negra’ e retratou lugares importantes do Rio de Janeiro que ficaram marcados como pontos da cultura afro. ‘Igi Osé Baobá’ foi o tema da Portela que homenageou o Baobá, árvore sagrada para religiões de matriz africana. Unidos de Vila Isabel cantou Martinho da Vila, Beija-flor já diz ao que vem com seu enredo: ‘Empretecer o Pensamento É Ouvir a Voz da Beija-Flor’. A campeã Grande Rio trouxe o Orixá Exú para a avenida com o tema: ”Fala, Majeté! Sete chaves de Exu’.

Samba
Passistas do Salgueiro – Foto: André Gomes de Melo

Para a historiadora e jurada do Estandarte de Ouro, do jornal O Globo, Angélica Ferrarez o carnaval refletiu o atual cenário social pautado pelo povo preto: “Acredito mesmo que a comunidade negra está pautando o debate racial e de gênero em escala maior, logo o reflexo disso no carnaval seria esperado. O carnaval é uma política e politizada, propícia para que tais debates aconteçam e em um momento como o que estamos vivendo, a opção das escolas por temáticas raciais só fortalece a luta antirracista em outra frente de batalha“, analisa.

Angélica lembra ainda que há alguns anos a escola vencedora de 2022 foi uma das que fez um desfile patrocinado: “Interessante que a mesma Grande Rio que esse ano vence com enredo sobre Orixá Exu é a mesma que em 2005 fez enredo sobre a Nestlé, patrocinado pela Nestlé“.

 Historiadora e jurada do Estandarte de Ouro, do jornal O Globo, Angélica Ferrarez

Por mais que o carnaval sirva a máquina capitalista e seja apropriado por diversos atores sociais, o chão desse evento, dessa manifestação artística continua sendo protagonizado pela comunidade negra.

explica a historiadora.

LEIA TAMBÉM: Ator Demerson D`alvaro faz história no Carnaval Carioca como Exu no desfile da Grande Rio

A ordem de entrada na passarela do samba será inversa à colocação na apuração. A campeã, a Grande Rio, será a última a desfilar. A sexta colocada, Salgueiro, abre a festa no Sambódromo seguida por Portela (5º lugar), Unidos de Vila Isabel (4º lugar), Unidos do Viradouro (3º lugar) e Beija-Flor de Nilópolis (vice-campeã).

Ala do Salgueiro – Foto: André Gomes de Melo
APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.