Baile Black Bom recebe Feira Preta neste domingo no Rio

Cultura e empreendedorismo negro estarão juntos neste domingo (16) no Terreirão do Samba, no Centro do Rio. O Baile Black Bom, movimento cultural nascido na Pedra do Sal, recebe a Feira Preta, maior evento de cultura e empreendedorismo negro da América Latina, onde empresários mostram sua criatividade e convergência entre as áreas de moda, música, gastronomia, audiovisual, design, entre outras.

Black Bom na Feira Preta
Foto: Marcos Lobo

O Baile Black Bom tem como objetivo celebrar a valorização da identidade brasileira e para isso contará com uma programação para todas as idades. Estarão presentes no evento o Baile dos Crespinhos, com a participação da Elis MC, Roda de Samba Moça Prosa, Slam das Minas, DJ Flash, Banda Consciência Tranquila e DJ A. Além disso, terão espaços de pinturas Corporais com o artista visual Cruz, stand de tatuagem especializado em pele Negra, rodas de conversa, espaço gastronômico, oficinas com os projetos Avança Nega, Odarah Cultura e intelectuais negros falando sobre o “Black Money”.

“Encerramos esse ano recebendo a Feira Preta que é uma referência a nível nacional e abrindo as portas de uma casa icônica pra nós, que é o Terreirão do Samba. Vai ser um dia intenso de muita troca, afeto e Black Money rolando na prática. Nada melhor do que celebrar a união do nosso povo, juntos, de frente pro Busto de Zumbi!”, diz Sami Brasil – rapper, produtora cultural e idealizadora do Instituto Black Bom.

“Além de promover a sociabilização cultural e economia a Feira Preta, marca o encerrando da semana em que se comemora os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, comemorado no último dia 10 de dezembro, que tem por intuito promover e assegurar a dignidade humana e lutar contra todas as formas de intolerância e opressão. Por isso, o evento também será marcado homenageando a vereadora Marielle Franco”, afirma Ivanir dos Santos, Diretor Estratégico do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP).

A cultura Black no Rio, movimento iniciado em 2013, na Região Portuária da cidade, fomentanda a valoração de todas as artes negras. Essa edição tem parceria com o de Articulação de Populações Marginalizadas e a Anistia Internacional. Serão mais de 50 expositores do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

SERVIÇO:

BAILE BLACK BOM + FEIRA PRETA no Terreirão do Samba

Data: 16 de dezembro – DOMINGO

Horário: Das 12h às 00h

Local: Terreirão do Samba

Endereço: Rua Benedito Hipólito, 66 – Centro

Pode receber até 15.000 pessoas

Entrada: Gratuita / Contribuição Consciente

PROGRAMAÇÃO PÁTIO PRINCIPAL

12h – Abertura Feira Preta – Abertura Espaço kids – Abertura Praça de Alimentação

14h – Roda de Samba Moça Prosa

16h – Bailinho da Crespinhos SA e Elis Mc

18h – Slam das Minas RJ

19h – Baile Black Bom: Banda Consciência Tranquila, DJ FLASH e convidados: DJ A, Alan Camargo, Eliete Miranda e Elton Sacramento

Espaço UBUNTU (Camarote):

12h – Oficina de Escrita Transgressora e Criativa com Carolina Rocha

13h30 – Projeto Avança Nega

15h – Oficina de NARRATIVAS AFETIVAS no Trabalho de Base, com Fabíola Oliveira (Odarah Cultura e Missão)

16h – Bate-Papo: “Vamos falar de Black Money, saúde e autocuidado?”

3 comentários em “Baile Black Bom recebe Feira Preta neste domingo no Rio

  • 12 de dezembro de 2018 em 22:01
    Permalink

    Bacana esse evento Black temos sim que ter esse empoderamento a negritude ainda precisa se unir a cada dia para que possamos conquistar aqueles que ainda não se reconhecem como negro, e não são reconhecidos pela pela clara, fica a dica.

    Resposta
  • 12 de dezembro de 2018 em 22:09
    Permalink

    Esse canal é muito importante pela interatividades com a qual vem nos informando sobre os nosso interesses. É importante dizer que temos sim que ter esse empoderamento, e asim, conquistar aqueles que ainda não se reconhecem comonegro, por outro lado não são reconhecidos pela pele branca, fica a dica. Ney Santos

    Resposta
    • 7 de janeiro de 2019 em 16:34
      Permalink

      Obrigad@, Ney! É importante mesmo a gente falar com aqueles que ainda não se reconhecem como negros. Nosso objetivo é divulgar assuntos que valorizem, informem e empodere nosso povo.

      Resposta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: