Os engenheiros negros do Brasil

Filhos de um advogado negro, netos de uma escrava alforriada, André e Antonio Rebouças nasceram na Bahia no século XIX. O pai deles, Antonio Pereira Rebouças, ocupou importantes cargos públicos. Os irmãos mudaram-se com a família para o Rio de Janeiro, em 1846. Na então capital do Império, tiveram acesso a uma educação privilegiada e se tornaram engenheiros civis.

Irmãos Rebouças, primeiros engenheiros negros do Brasil

Antonio e André concluíram seus estudos na Europa, especializando-se em construção de estradas e portos. Ao retornarem ao Brasil Antonio assumiu a inspeção das obras das fortificações de Santos, Paranaguá e Santa Catarina. Enquanto André solucionava o problema de abastecimento de água no Rio de Janeiro.

Os irmãos realizaram obras em várias cidades do Brasil, contribuindo para o desenvolvimento dessas regiões. Apresentaram ao imperador D. Pedro II a proposta para a construção de uma estrada que inicialmente ligaria a cidade de Curitiba ao Paraná. O projeto deu origem a estrada de ferro Curitiba-Paranaguá, inaugurada em 1985, vista até hoje como um marco da engenharia férrea.

Antonio Rebouças faleceu aos 34 anos, acometido por febre tifoide, quando inspecionava as obras da estrada de ferro de Campinas a Limeira e São João do Rio Claro. Após o falecimento do irmão, André engajou-se em campanhas abolicionistas ao lado de Olavo Bilac e Machado de Assis. Ficou conhecido por suas ideias políticas avançadas para a época.

Em 1889, com a proclamação da República o engenheiro exilou-se na Europa, juntamente com a família imperial. Em Lisboa, atuou como correspondente do jornal “The Times” de Londres. Anos mais tarde, mudou-se para a Ilha da Madeira, onde permaneceu até o seu falecimento, aos 60 anos.

André e Antonio Rebouças ficaram conhecidos como uns dos maiores engenheiros do Brasil no século XIX. Receberam homenagens em diversas cidades. No Rio de Janeiro, um túnel leva o nome dos irmãos. Em São Paulo há a Avenida Engenheiros Rebouças. A administração pública de Curitiba homenageou os engenheiros com o bairro Rebouças.

Louise Freire

Jornalista e apaixonada por livros. Concluiu sua graduação em 2016 e no mesmo ano estagiou em uma revista. Participou da produção de um programa da TV Brasil e trabalhou como produtora audiovisual.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: