Ícone do site Notícia Preta

Ataque de milícia na República Democrática do Congo deixa ao menos 60 mortos

Comboio de blindados da ONU patrulham ruas de Bukavu, no leste da República Democrática do Congo 03/06/2004 REUTERS/Str RSS/DL

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Fonte: Reuters

Pelo menos 60 pessoas foram mortas em um ataque de milícia na manhã de quarta-feira (02) em um acampamento de deslocados no leste da República Democrática do Congo, segundo o chefe de um grupo humanitário local e uma testemunha.

Ambas as fontes disseram à Reuters que a milícia Codeco foi responsável pelos assassinatos, que ocorreram no acampamento de Savo, na província de Ituri.

Combatentes do Codeco mataram centenas de civis em Ituri nos últimos anos e forçaram milhares a fugir de suas casas, segundo a Organização das Nações Unidas. Ataques recentes também atingiram acampamentos de deslocados.

“Ouvi gritos pela primeira vez quando ainda estava na cama. Depois vários minutos de tiros. Fugi e vi pessoas gritando por socorro e percebi que eram os milicianos do Codeco que invadiram nosso local”, disse Lokana Bale Lussa, um morador do acampamento.

LEIA TAMBÉM: Dia do refugiado: como estão vivendo venezuelanos e congoleses no Brasil

“Contamos mais de 60 mortos e (mais) feridos graves”, acrescentou ele.

Charite Banza Bavi, presidente do grupo humanitário local para a região de Bahema-Norte, calculou o número de mortos em 63.

O local de Savo abrigava cerca de 4.000 pessoas em dezembro, de acordo com a agência de migração da ONU.

Um porta-voz do governo não pôde ser encontrado imediatamente para comentar.

Sair da versão mobile