Após cinco dias no cargo, Decotelli pede demissão e não é mais ministro da Educação

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Após uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, na tarde desta terça-feira (30) o professor Carlos Alberto Decotelli decidiu deixar o cargo de ministro da Educação e pediu demissão.

Decotelli ficou cinco dias como ministro da Educação, o terceiro de Bolsonaro em 1 ano e meio de governo. Após a revelação de fraude em seu currículo e acusação de plágio em sua dissertação de mestrado, a pressão em cima do professor tornou praticamente insustentável sua permanência no cargo.

Na segunda-feira, o ex-ministro afirmou que, apesar das denúncias, permaneceria no cargo. A situação de Decotelli se complicou ainda mais após a Fundação Getúlio Vargas (FGV) publicar uma nota negando que ele tenha sido professor das escolas da instituição. Segundo a fundação, ele atuou como professor colaborador “apenas nos cursos de educação continuada, nos programas de formação de executivos”.

O secretário-executivo do MEC, Antonio Vogel, também foi à sede do Executivo, mas negou que estivesse indo falar com o presidente. O governo não anunciou ainda o subsituto de Decotelli e analisa vários nomes.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.