Tatuadora é acusada de chamar negras de “filhotes de escrava” e citar racismo reverso para se defender: “Já sofri muito por ser bonita, sabia?”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Uma tatuadora com mais de 30 mil seguidores no Instagram está sendo acusada de racismo por comentários tecidos na rede social. Na tarde desta terça-feira (30), a mulher, que é de Blumenau, Santa Catarina, teve prints de supostas conversas privadas divulgadas na internet. E, nelas, o que chama a atenção é o cunho extremamente racista.

Após receber uma foto de uma mulher negra com cabelo crespo, a tatuadora teria começado a enxurrada de ofensas.

As mensagens contendo os insultos racistas (Foto: Reprodução / Internet)

“Esse tipo de cabelo é horrível”, começou. A outra pessoa no diálogo aponta o racismo contido na frase, mas a mulher segue. “Me poupe. Eu não sou racista, cara. É só uma opinião. Essas filhotes de escrava podem falar que sou uma branquela filhinha de mamãe, já eu não posso falar que o cabelo dela não é bonito? Eu já sofri muito preconceito por ser bonita, sabia? Então, não vem me dizer que só essas pretas sofrem preconceito”.

No início desta noite, a tatuadora se defendeu. Ela postou vídeos nos stories dizendo que estava sendo chamada de racista sem motivo, pois “jamais escreveria algo do tipo”, sugerindo que outra pessoa teria se passado por ela e praticado as ofensas. De acordo com a moça, ela vai prestar queixa na delegacia.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.