3ª Marcha “Incomode” marca luta contra o genocídio da juventude negra na Bahia

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Salvador (BA) vai receber, na próxima segunda-feira (20), a 3ª Marcha Incomode, cujo objetivo é lutar contra o genocídio da juventude negra na Bahia. Com tema “Contra o Genocídio e o extermínio, a LGBTfobia, o feminicídio, o ódio religioso e o encarceramento em massa da Juventude NEGRA”, a caminhada vai do Subúrbio Ferroviário até o Quilombo do Urubu, no bairro Plataforma.

O Coletivo Incomode promoverá alguns encontros preparatórios para a caminhada no Subúrbio. Nesta quarta-feira (15) haverá oficinas educativas e exibições de filmes com as temáticas que serão abordadas na marcha em escolas públicas e ocupações do Movimento Sem Teto (MST) de Salvador. O dia também terá uma audiência pública na Assembleia Legislativa da Bahia, para debater pautas sobre o genocídio e o encarceramento em massa da juventude negra na Bahia.

Jovens ocuparam as ruas na edição da Marcha, em 2019 I Foto: Divulgação/Nilton Lopes

A 3º Marcha Incomode ocorrerá na segunda-feira (20), exatamente no Dia municipal e estadual da Luta Contra o Encarceramento da Juventude Negra, e vai contar com uma ala de Yalorixás, Babalorixás e outros representantes de religiões de matriz africanas. Além disso, na chegada ao destino da Marcha terá o “Sarau Incomode” e  apresentações musicais. 

Para o educador Eduardo Machado, ocupar a rua nesta data é mostrar a luta e denunciar as violências que os jovens negros enfrentam. “Ocuparemos o espaço da rua como símbolo de luta. Além de denunciar, queremos anunciar que existe uma juventude organizada, aquilombada, que está fazendo o enfrentamento à violência de forma qualificada”, comenta o integrante do Projeto Juventude Negra e Participação Política (JNPP). 

A 3ª Marcha Incomode terá concentração na Praça do Lobato às 13h e contará com a participação de representantes de movimentos sociais, grupos culturais e comunitários. 

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.