Alê Santos lança série de podcasts sobre os maiores racistas da história brasileira

APOIE O NOTÍCIA PRETA
A série de podcasts foi lançada na última semana e terá quatro personagens históricos – Ilustração: Illustradoug/Douglas Lopes

O escritor e colunista Alê Santos lançou, esta semana, uma série especial de podcasts que narra a trajetória de conhecidos personagens brasileiros que, desde o início da República, contribuíram para a disseminação do racismo no país. Políticos, médicos, jornalistas e todo tipo de personalidade intelectual ou influente no país que trabalhou para fundamentar a versão brasileira do racismo científico. Intitulado “Os Maiores Racistas da História Brasileira”, o autor divide com seus ouvintes fatos e obras escritas por esses personagens.

Para a estreia, Alê apresenta Raimundo Nina Rodrigues, médico legista, antropólogo, psiquiatra forense, ficou conhecido por seus estudos que afirmavam que negros e índios tinham desenvolvimento intelectual e mental inferior aos brancos. “Nina Rodrigues foi um dos pais do racismo brasileiro. A ideias racistas evoluem academicamente a partir de vários estudos, incluindo os de Nina Rodrigues”, afirma Ale Santos.

Esta primeira temporada terá quatro personagens e, além de Raimundo Nina Rodrigues, o autor adianta que Monteiro Lobato também estará no podcast. Quando questionado qual personagem o teria mais abalado, Alê cita o autor do Sítio do Picapau Amarelo. “Eu morei em Taubaté- cidade onde Lobato nasceu- e a cidade até hoje idolatra ele. As escolas municipais estudam ele e reproduzem tudo para crianças. Eu senti na pele os efeitos do seu racismo,” afirma Santos.

Periodicidade

Toda quarta-feira, um novo episódio será lançado e o primeiro da série sobre Raimundo Nina Rodrigues já está disponível nas plataformas digitais. Os episódios especiais fazem parte do Infiltrados No Cast, um podcast de discussões políticas, sociais e culturais que traz pensadores negros para dentro dos maiores debates da sociedade. “Vamos analisar as maiores polêmicas da sociedade relevando o contexto histórico do país e considerando os pontos de vistas que ficam de fora do convencional”, finalizou Alê Santos que é colunista, escritor e autor do livro Rastros de Resistência.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.