Repórter negro da CNN é preso e colega branco diz não ter problemas nas coberturas policiais nos EUA

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Omar Jimenez foi algemado pelos policiais durante uma transmissão ao vivo, mesmo depois de ter se identificado como funcionário da CNN, enquanto fazia cobertura das manifestações em Minneapolis, EUA

Josh Campbell publicou uma foto ao lado do de Jimenez dizendo ter orgulho de trabalhar com o colega de CNN. Foto: Reprodução/Twitter

Um jornalista negro e a sua equipe foram detidos na manhã dessa sexta-feira (29) enquanto faziam a cobertura dos protestos em Minneapolis, nos Estados Unidos da América, para a rede CNN. O repórter Omar Jimenez foi algemado pelos policiais durante uma transmissão ao vivo mesmo depois de ter se identificado e levado à delegacia. Josh Campbell, repórter branco da CNN que divide a cobertura dos atos em Minneapolis com Omar Jimenez, usou seu Twitter para dizer que não está tendo problemas com a polícia em seu trabalho.

A equipe da CNN foi detida enquanto fazia a cobertura das mobilizações que acontecem na cidade depois da morte de George Floyd, asfixiado durante uma ação policial. Manifestantes incendiaram carros e imóveis durante a noite desta quinta-feira (28) e madrugada desta sexta-feira (29).

As imagens divulgadas pela emissora não mostram que houve qualquer ato que pudesse atrapalhar o policiamento da área ou sequer ações por parte dos profissionais que justificassem a prisão. Assim, a CNN informou que a prisão de seus três funcionários era uma clara violação de direitos e pediu apoio das autoridades locais.

Omar Jimenez já foi liberado com sua equipe e também usou sua conta no Twitter para dizer que estava de volta.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.