Uganda busca investidores para reviver mina de cobre

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Via Reuters

Uganda disse nesta terça-feira que estava convidando manifestações de interesse dos investidores para reiniciar uma vasta mina de cobre no oeste do país que também possui depósitos significativos de cobalto.

Um funcionário da mina mostra um pedaço de minério de cobre nas minas kilembe, nos sopés das Montanhas Rwenzori, 497km a oeste da capital de Uganda, Kampala, File. REUTERS/James Akena

A mina de Kilembe, que fica nos sopés das montanhas Rwenzori cobertas de gelo na fronteira com a República Democrática do Congo, é estimada pelos geólogos do governo para conter cerca de 4 milhões de toneladas de minério que é 1,98% de cobre e 0,17% cobalto.

Leia também: Três mortos e mais de 30 feridos em ‘ataques suicidas’ em Uganda, reivindicados pelo EI

“Convidamos as empresas a expressar seu interesse em fazer parceria com o governo por meio de um acordo de compartilhamento de produção mineral”, disseram os ministros das finanças e mineração de Uganda em um comunicado conjunto.

“O redesenvolvimento das Minas kilembe terá um efeito catalítico de facilitar a industrialização, oferecer oportunidades de emprego significativas e aumentar a receita.”

A declaração não especificou quando o governo espera ter escolhido um investidor.

A produção na mina começou em 1956 e atingiu o pico de 18.000 toneladas de cátodo de cobre anualmente no início da década de 1970 antes da atividade ser interrompida mais tarde naquela década pela empresa canadense Falconbridge devido aos baixos preços do cobre e à instabilidade política.

Desde então, a mina está abandonada. O projeto Kilembe, disseram os ministros no comunicado, atualmente compreende uma área de exploração greenfield, uma mina de cobre de campo marrom, uma usina de processamento, uma pequena usina hidrelétrica e rejeitos ricos em cobalto.

Tentativas anteriores de reanimar a mina caíram, prejudicadas por uma desaceleração no mercado de commodities e um acordo fracassado de 2013 com um investidor chinês, eventualmente cancelado após anos de progresso lento e metas perdidas.

Mas com os preços do cobre atingindo altas recordes no início deste ano devido a preocupações com a oferta, os investidores estão procurando novas fontes do metal usado em veículos elétricos.

O presidente de Uganda, Yoweri Museveni, está ansioso para expandir a exploração da riqueza mineral do país – que inclui ouro, metais básicos, urânio, terras raras, ferro, titânio, vermiculite e diamantes – para ajudar a impulsionar o crescimento.

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.