Três homens negros foram presos enquanto visitavam um imóvel nos EUA

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Três homens negros foram presos, em Michigan, nos Estados Unidos, após um vizinho ligar para a polícia, alegando invasão na casa ao lado. Acompanhado de seu filho, Roy Thorne agendou uma visita a uma casa, em um bairro na cidade de Wyoming.

Foto: Departamento de Polícia da cidade de Wyoming

O corretor de imóveis Eric Brown estava mostrando a casa para Roy Thorne e seu filho, de 15 anos, Samuel, quando a polícia cercou a propriedade e, com armas em punho, mandou que os três homens negros saíssem da casa com as mãos para cima.

Roy Thorne disse à CNN que sabia que se tratava de uma abordagem e que seu primeiro instinto foi ir para um local onde os policiais pudessem ver que eles não eram uma ameaça. “Eu estava preocupado, mas estava mais preocupado em tirar meu filho daquela situação e tirar todos nós de lá”, disse Roy Thorne.

O corretor mostrou sua carteira profissional e explicou ao policial que estava mostrando a casa para os outros dois homens, que eles tinham agendado a visita no dia anterior. Após averiguação, a polícia concluiu que não se tratava de uma invasão ilegal a residência e liberou os três homens.

Em comunicado, o Departamento de Segurança Pública de Wyoming concluiu que a abordagem não foi inadequada e que os policiais responderam de maneira apropriada. “Embora seja uma pena que indivíduos inocentes tenham sido algemados, nossos policiais responderam razoavelmente e de acordo com a política do departamento, com base nas informações disponíveis a eles na ocasião”, afirmou o comunicado.

O chefe da polícia entrou em contato com o corretor Eric Brown, e disse que quer conversar com os três sobre o incidente acontecido. “E se você vir um crime, denuncie um crime. Mas se você vir pessoas – negros, qualquer minoria – não denuncie pessoas fazendo coisas normais. Você faz isso, não percebe que pode mudar a vida deles ou ter a vida deles tirada, só pelo telefonema que você deu. Nesse caso, poderia ter sido três”, afirmou Thorne em entrevista à CNN.

APOIO-SITE-PICPAY

Fernanda De Souza

Graduada em jornalismo pela Centro Universitário Uni-BH, com 7 anos de experiência com Monitoramento de Notícia (Clipping Eletrônico). Atuação na elaboração de análises quantitativas e qualitativas que atende as necessidades da assessoria de comunicação.Vivência com produção e reportagem para revista, na área cultural.

1 Comment

  • É revoltante essa perseguição aos negros nós Estados Unidos e no mundo! Parece que isso não passará nunca.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.