Frederick Wassef, advogado de Bolsonaro, é acusado de racismo após chamar garçonete de macaca

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Foto: Jonne Roriz/Veja

Uma funcionária do Pizza Hut no Shopping Pier 21, em Brasília, registou um boletim de ocorrência, na noite desta quarta-feira, 11, contra Frederick Wassef, advogado do presidente Jair Bolsonaro. Danielle da Cruz Oliveira foi à 1ª Delegacia de Polícia onde relatou ter sido chamada de ‘macaca’por Wassef, enquanto trabalhava. O caso foi registrado como injúria racial.

De acordo com a garçonete, o caso aconteceu na noite do último domingo quando o advogado, ao ir embora, encontrou com a garçonete no caixa. “(Ele) começou a reclamar dizendo: ‘Essa pizza não tá boa! Você comeu?”, contou à polícia Danielle. Na sequência, Wasseff retrucou dizendo, agora em voz alta: “Você é uma macaca! Você come o que te derem!”, contou a funcionária.

A moça respondeu: “Você não é melhor do que ninguém. Você é o único que reclamou da pizza”. De acordo com ela, Wassef encerrou a conversa, dizendo: “De onde eu venho, serviçais não falam com o cliente”. De acordo com o registro da ocorrência, divulgado pela Veja, outros funcionários da pizzaria testemunharam o caso.

Segundo Danielle, esta não foi primeira vez em que o advogado de Bolsonaro foi racista na pizzaria. Em seu depoimento, a garçonete disse que, em outubro, o advogado teria dito: “Não quero ser atendido por você. Você é negra e tem cara de sonsa e não vai saber anotar o meu pedido”.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência que a revista Veja teve acesso, a vítima teria sido segurada pelo braço e, descontrolado, Wassef teria jogado uma caixa de pizza no chão, ordenando que ela pegasse.

Procurado pela Veja, Wassef negou as acusações da funcionária: “Isso é mentira, nunca chamei ninguém de macaco na minha vida”.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.