“Todas as estátuas de homens racistas que fizeram dinheiro vendendo outros seres humanos deveriam ser derrubadas”, afirma Lewis Hamilton

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Lewis Hamilton declarou apoio às manifestações e desafiou governos a retirarem símbolos ligados ao Racismo – Foto: Getty Images

Hexacampeão mundial de Fórmula 1, o piloto inglês Lewis Hamilton (Mercedes), declarou apoio aos manifestantes que derrubaram a estátua que homenageava Edward Colston, um antigo traficante de africanos que foram escravizados, e jogaram o monumento no rio Avon, na Inglaterra. Em sua conta no Instagram, Hamilton compartilhou, em forma de histories, um desafio para os governantes de todos os países: o de realizar a remoção de todos os símbolos que relembrem ou homenageiem atos racistas. “A estátua do mercador de escravos, Edward Colston, sendo derrubada. Nosso país homenageou um homem que vendia escravos africanos. Todas as estátuas de homens racistas que fizeram dinheiro vendendo outros seres humanos deveriam ser derrubadas. Qual a próxima? Eu desafio os governos ao redor do mundo a realizar essas mudanças e a remover pacificamente estes símbolos racistas”, escreveu.

A estátua estava desde 1895 no cetro de Bristol para celebrar a filantropia realizada por Edward Colston. O escravagista apoiou e doou para escolas, hospitais e igrejas em Bristol e em outros lugares da Inglaterra. 

Além disso, Lewis Hamilton compartilhou, em seu feed do Instagram, um vídeo que mostrava o momento exato em que o monumento foi removido, com uma legenda que reafirmava a sua posição sobre o protesto. “Tenho orgulho dos ativistas e organizadores de Bristol, no Reino Unido, que derrubaram isso. Coloquem todos para baixo. Em toda parte. Eu apoio isso”, afirmou. 

APOIO-SITE-PICPAY

Ariel Freitas

Jornalista, escritor, rapper e ativista. Criado nos becos estreitos da Vila Estrutural e pelas esquinas do Morro Santana, ambos localizados na zona norte de Porto Alegre. Aos 16 anos, Ariel Freitas era campeão de freestyle na maior batalha do estado do Rio Grande do Sul, a famosa Batalha do Mercado. Atualmente, Ariel Freitas escreve sobre os impactos do racismo na Capital da desigualdade racial. Uma Porto nem tão Alegre assim.

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.