“Tem negro de dá nojo”: MP denuncia mulher após comentários racistas

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Uma mulher é denunciada pelo crime de racismo pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), após realizar comentários racistas em publicações em uma rede social, nos dias 24 e 25 de abril. A denúncia foi realizada por uma amiga da acusada e o MP não divulgou as identidades das envolvidas.

De acordo com o Ministério Público, os comentários realizados pela acusada foram “ô povo mais nojento que preto” e “tem negro de dá nojo”, configurando assim crime de racismo. As criadoras de conteúdo e blogueiras Camilla de Lucas e Stefane Matos, recentemente também foram vítimas de discriminação racial. Os internautas realizaram comentários criticando diretamente o cabelo black power e crespo de ambas.

Leia também: Ministério Público da Bahia lança programa interno para combater o racismo institucional

Os crimes com base na raça possuem condenações que variam, o racismo se acusado pode ter pena de 1 a 5 de reclusão. Já a injúria racial possui condenação de reclusão de um mês a cinco anos, mais valor de multa. Essas leis são de 1989 e 1940, desde então não passaram por atualizações e mudanças. Além da falta de assistência do estado, as vítimas desses crimes tem dificuldade na delegacia ao realizar a denúncia, pois são em muitas das vezes enquadradas como calúnia e não discriminação racial.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.