Turistas cariocas chamam mulher de axé de “Macumbeira” e “preguiçosa”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Em um vídeo publicado no Instagram, dois turistas cariocas ofenderam uma baiana, no Pelourinho, em Salvador. No vídeo, que ganhou repercussão nesta segunda-feira (15), Ludwick Rego e Rômulo Souza filmam uma mulher identificada como Eliane, que está vestida com roupas de candomblé.

Vestidos com roupas do candomblé, os dois turistas pediram desculpas – Foto: Reprodução

Em determinado momento do vídeo, eles chamam a mulher de “macumbeira e preguiçosa”. Além disso, frases carregadas de estereótipos e preconceitos também foram deferidas: “É aquela baiana ali, oh, ela falou que vai me dar axé, ela tem cara de macumbeira?”, diz Ludwick. “Ela é o quê, irmã?” Pergunta Rômulo. “Marmiteira”, responde Ludwick, que completa: “e preguiçosa”. E continua: “Ela vai roubar seu axé, isso sim” diz Rômulo com risos. E Ludwick continua: “Ela vai roubar o meu colar pra ela”. 

Após repercussão do caso, a produção da Tv Bahia foi atrás da mulher que se pronunciou a respeito do caso. “Meu nome é Eliane e estou para comentar o vídeo que está rolando aí, sobre a minha imagem, de duas pessoas insignificantes, ele bateu uma foto minha que não vi. Não fui até ele, eu nem sei quem é ele, eu vi depois que ficou rolando nas redes sociais e na internet“, contou Elaine. 

Ela completou afirmando que o caso enquadra como intolerância religiosa. “Estou muito indignada, estou sendo ferida com isso, porque isso é intolerância religiosa. Eu trabalho no Pelourinho há mais de dez anos, benzo, e sou suspensa como Ekede (cargo no candomblé) em terreiro. Então, não é certo ele chegar e fazer isso com minha imagem”, Concluiu Eliane em entrevista ao G1.

Leia também : “Sai Satanás”, mãe de santo denuncia intolerância religiosa de vizinho

Os turistas se desculparam, alegando que também são do axé. “Esse vídeo que saiu nas minhas redes sociais chamando a baiana de acarajé de macumbeira. Pela proporção que o vídeo tomou venho junto ao meu amigo para pedir desculpas a todo povo Bahiano, a cultura Bahiana e a quem mais se sentiu ofendido“, escreveu Ludwick Rego em seu Instagram. 

Rômulo também se defendeu a respeito do caso. “Também peço desculpas, eu que iniciei o vídeo e era uma brincadeira entre a gente e esse vídeo saiu da nossa rede e vazou“.

APOIO-SITE-PICPAY

Bruna Rocha

Bruna Rocha é a idealizadora do projeto fotográfico Um Olhar Preto, que tem como principal objetivo enaltecer e destacar as múltiplas belezas negras. Além disso, Bruna cursa Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Jorge Amado, em Salvador/BA. Trabalhou como Repórter para Rede Bahia, também prestou serviços para Agência Mural de Jornalismo das periferia, atua como designer gráfico e filmaker.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.