‘Soul’, 1ª animação da Pixar com um protagonista negro, estreia na Disney+

APOIE O NOTÍCIA PRETA

No dia 25 de dezembro, o Disney+ lançou a animação Soul, a mais nova e produção da Pixar. Esta é a primeira vez que um filme do estúdio tem um protagonista negro, o professor de música Joe Gardner. 

O sonho de Joe (voz original de Jamie Foxx e Jorge Lucas na versão dublada) é ser um músico bem sucedido de Jazz e tocar com grandes nomes, como Dorothea Williams (Angela Bassett no original e Luciana Mello em português). Quando está prestes a conseguir uma grande chance, ele cai em um buraco e vai para o Pré-Vida, o lugar onde as almas são formadas antes de irem para Terra. E aí começa a aventura inesperada do personagem. 

Joe Gardner é o protagonista de “Soul”, da Pixar divulgação/Disney Pixar

Mesmo tendo como objetivo ser um filme que empodera o povo preto, a Pixar escolheu como diretor Pete Docter – que hoje também é o diretor criativo do estúdio – que não é negro. Já o roteiro teve colaboração do escritor e dramaturgo Kemp Powers, que terminou com um crédito de codiretor e é um profissinal negro.

Para Powers era fundamental que o filme fosse o mais autêntico possível. Foi dele a ideia de incluir uma barbearia, um ponto de encontro tradicional para o homem afro-americano. O escritor fez questão de incluir o máximo de espaços negros possível.

Kemp Powers é um dos diretores e roteiristas de “Soul”, da Pixar

“Soul” começou a ser feito em 2016, antes dos protestos antirracistas de 2020, mas a demanda por representatividade esteve sempre esteve presente. É possível ver isto, pelo time que formou a equipe e contou com a participação de artistas negros da própria Pixar além de consultores e músicos como Jon Batiste, Herbie Hancock e Questlove. A direção de fotografia também é composta por profissionais negros como Bradford Young (Selma), atores como Daveed Diggs (Hamilton) e acadêmicos como Johnnetta Betsch Cole e Christopher Bell, entre outros.

Mensagem do filme

Em um ano onde a luta antirracista ganhou ainda mais força e uma das frases que mais ecoaram pelo mundo foi “Vidas Negras Importam”, ‘Soul’, ganha ainda mais sentido, pois Joe é um homem apaixonado pela vida. Ele mostra ao longo da animação o quanto sua vida importa.

Enquanto está no lugar chamado de Pré-Vida, Joe Gardner tenta convencer a alma 22 de que a trajetória na Terra é ótima, por mais que ela não acredite nisso. 

A animação fala sobre cada ser humano nascer com uma missão, mas antes de terminar com alguma mensagem simples e prática, o filme faz uma reflexão sobre as diferenças entre missão e propósito.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.