ONG lança campanha de valorização da vida de jovens negros em BH

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O projeto é realizado em parceria com o poder público, universidades e movimentos sociais

A campanha será lançada nesta terça-feira (22) virtualmente – Foto: Divulgação/AIC

Será lançada na próxima terça-feira (22) a campanha #FAZDIFERENÇA, uma parceira entre o Coletivo de Mulheres Negras, Fórum Permanente do Socioeducativo de Belo Horizonte, Fórum das Juventudes da Grande BH e a ONG Associação Imagem Comunitária (AIC), que visa mapear práticas cotidianas em escolas, centros de assistência social, unidades socioeducativas e em diferentes espaços, que podem auxiliar, de alguma forma, os jovens em situação de vulnerabilidade social. 

No evento, que será realizado virtualmente, respeitando as normas de distanciamento social devido a pandemia de Covid-19, serão lançados um livro digital e a plataforma da campanha, que conta com uma série de Podcasts e vídeos, sendo todo o material disponibilizado gratuitamente. 

Para a professora e integrante do Nzinga – Coletivo de Mulheres Negras, Benilda Brito, o impacto social da iniciativa é enorme, principalmente para os jovens negros que são estigmatizados pela sociedade. “Num país tão marcado pela história de necropolítica, fundamentado nas bases de desigualdade e escravidão, a população negra sempre esteve à margem da sociedade e o jovem negro sempre pagando um preço alto por isso, estigmatizado pelo corpo negro, estereotipados como bandidos. Então, escutar, ouvir sua lógica, valorizar sua diversidade cultural e linguística é importante. A campanha Faz Diferença veio para preservar vidas, o que eu mais admiro. É impactar de uma forma muito direta na vida dessa juventude negra que está sendo massacrada. A cada 23 minutos, um jovem negro é assassinado no Brasil e esse é um número muito forte, sólida, diversa, múltipla, a gente vai poder mudar”, afirmou. 

Benilda Brito ressalta que os corpos negros são vítimas da necropolítica e estereotipados pela sociedade – Foto: Cristiano P. Silva

Participações

No evento, além da participação da Professora Benilda Brito, também terão as presenças de Cássia Vieira, coordenadora do Fórum Permanente do Socioeducativo de Belo Horizonte, Leandro Zerê, integrante do Fórum das Juventudes da Grande BH, e Rafaela Lima, coordenadora da ONG Associação Imagem Comunitária (AIC), além da atração artística que fica a cargo dos jovens da comunidade Vila Pinho, do Barreiro.

A campanha

De acordo com a coordenação do AIC, o projeto “nasceu do desejo de dar visibilidade às práticas cotidianas de diversos profissionais que atuam com adolescentes e jovens, mas que, muitas vezes, não têm espaço nos fluxos e protocolos institucionais”. Ainda segundo a AIC, entre março e agosto deste ano, foi realizado um longo processo de escuta com juízes, defensores públicos, promotores e procuradores de justiça, assistentes sociais, psicólogos, educadores, agentes de segurança socioeducativos, pesquisadores, militantes entre outros, para entender como cada um pode fazer a diferença para preservar a vida da juventude com a qual trabalha. “Os jovens chegam na Defensoria emoldurados pelo ato infracional, a faceta mais opressora do Estado. É muito difícil para esse adolescente desconstruir esse etiquetamento que o sistema faz. Cabe a nós oferecermos uma escuta qualificada e um espaço de voz para eles”, afirmou a defensora pública Ana Paula Canela.

O resultado desse processo resultou na publicação Faz Diferença – Um convite para comprometer-se cotidianamente com a vida de adolescentes e jovens, que também apresenta propostas educativas de trabalho com o público juvenil. Além disso, a campanha apresenta vídeos com depoimentos dos participantes e uma série de podcasts, que reúne a voz de pesquisadores, militantes e trabalhadores com experiência na área. O lançamento acontece na próxima terça-feira (22), às 14h, pelo canal do Youtube da campanha.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

2 Comments

  • Boa tarde!
    Me chamou João , sou afrodescendente e moro BH .
    Estou me formando no curso de Direito e gostaria de ajudar a lutar contra o racismo e o preconceito!!

    • Oi, João. Bom dia. Meu nome é Igor Rocha, sou editor do Notícia Preta e também sou de BH. Me chama no direct do Instagram ou no Facebook. Ambas as redes são @rochanasredes que nós conversaremos melhor. Abraços!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.