Oferecendo apenas 20 vagas, Google lança programa de estágio para priorizar estudantes negros no Brasil

Em um país onde brancos são maioria em empregos de elite e negros ocupam vagas sem qualificação é importante a inserção de negros no mercado de trabalho. Nesta segunda-feira (29) o Google anunciou que priorizará a busca por estudantes negros no Brasil em um novo programa de estágio chamado Next Step.  Serão apenas 20 vagas com duração de duração de dois anos. Nos Estados Unidos os negros representam somente 2,5% dos funcionários que trabalham na multinacional.

No Brasil, a seleção acontecerá em paralelo às seleções de estagiário que já ocorrem para programa de seis meses e que no ano passado escolheram 25 estudantes.

Google lança programa de estágio para priorizar estudantes negros no Brasil com apenas 20 vagas

No grupo dos mais ricos do país a cada 10 pessoas 8 são brancas, entre os mais pobres é o contrário, a maioria é negra, de acordo com dados do Ministério do Trabalho. Essa diferença é histórica e possui uma relação direta com o racismo e a educação desigual entre negros e brancos. 23,3 % dos jovens negros no Brasil são considerados “Nem Nem”, nem estuda nem trabalha. Este percentual é menor entre os jovens brancos, 16,6%.

Segundo Fábio Coelho, presidente do Google para o Brasil, o programa busca reduzir a diferença que existe na participação de negros no quadro de funcionários da empresa em comparação com a sociedade brasileira, em que são maioria. Uma das formas que, segundo ele, facilitará a inserção dos afrodescendentes é não exigir fluência em inglês dos candidatos negros e oferecer ao grupo aulas do idioma e sessões de mentoria com executivos da empresa: “Entendemos que a empresa que faz produtos para todas as pessoas é melhor quando tem representatividade de todas elas no seu quadro de funcionários”.

Podem participar do processo seletivo estudantes com formação prevista para o segundo semestre de 2021. A consultoria Empodera, especializada em diversidade no mercado de trabalho, apoia o processo seletivo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: