Após reagir a atos de racismo, Taison é punido com um jogo de suspensão na Ucrânia

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Depois do jogador reagir aos atos racistas, o Shakhtar Donetsk é punido com um jogo à portões fechados, mais uma multa de 16 mil libras

A Associação Ucraniana de Futebol confirmou nesta quinta-feira (21), a suspensão de um jogo para o atacante do Shakhtar Donetsk, Taison, por reagir a insultos raciais com gestos obscenos e com um chute de bola em direção a torcida do Dínamo de Kiev. O caso aconteceu no último dia 10 de novembro.

O time adversário, o Dínamo de Kiev também foi punido. A Associação Ucraniana de Futebol ordenou o clube a jogar uma partida com portões fechados e pagar uma multa de 500 mil Grívnia (equivalente a R$ 87 mil).

A Associação Internacional de Jogadores repudiou a atitude da Associação Ucraniana de Futebol – Foto: Redes Sociais

A decisão gerou uma série de opiniões nas redes sociais. No twitter, a Fifpro (Associação Internacional de jogadores) se manifestou contra a punição imposta ao atacante brasileiro que, aos olhos da associação, foi errôneo. 

“Estamos muito decepcionados com a decisão da Associação Ucraniana de Futebol de punir Taison com um jogo. Sancionar uma vítima de racismo vai além da compreensão e joga a favor daqueles que promovem esse comportamento vergonhoso”. 

O jornalista do GloboNews, Marcelo Lins, também expôs seu descontentamento. “Lamentável decisão.  É preciso, cada dia mais, não apenas repudiar e combater o racismo, mas também reagir aos atos racistas. A vítima ser punida é semelhante a uma segunda agressão, beira o escárnio.”

O jornalista Marcelo Lins também lamentou a punição – Foto: Redes Sociais

Até o fechamento dessa matéria, Taison não se pronunciou sobre a punição. 

APOIO-SITE-PICPAY

Gabriella Reis

Jornalista, escritora e web-redatora. "Se ninguém te escuta, escreva!"

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.