Nos primeiros minutos de 2021, menina de 5 anos morre por bala perdida no Morro do Turano (RJ)

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Enquanto comemorava a chegada de 2021 no colo da mãe a pequena Alice Pamplona da Silva de Souza, de 5 anos, foi baleada no pescoço, à meia-noite no Morro do Turano. Segundo testemunhas, traficantes da comunidade “comemoravam” a virada do ano com tiros para o alto e a bala que atingiu a criança poderia ser de um desses disparos.

A criança chegou a ser socorrida na unidade do Hospital Casa de Portugal na região, mas não resistiu aos ferimentos.. O corpo de Alice foi velado neste sábado (02), no Cemitério do Caju, na Zona Norte do Rio.

Alice estava com a mãe na casa da madrinha e prima da criança, Mayara Aparecida de Souza, foi quem socorreu a criança.

Estávamos assistindo à queima de fogos. Ela gostava de ver. Estava a coisa mais linda. Ela estava no colo da mãe, lugar que você espera ter toda a proteção do mundo. Foi à meia-noite em ponto. Foi quando ela falou :”Ai”. A gente pensou que ela estava dando convulsão. Eu e meu marido levamos ela de moto para o hospital. Fui com meu dedo segurando a língua dela. Teve um momento que ela foi parando de apertar o dedo” contou Mayara em entrevista ao jornal Extra.

Um vídeo feito por Mayara mostra o momento do tiro que atingiu a Alice. Num trecho a menina fala “ai”. A mãe pergunta o que foi e em seguida fala para Mayara: “Corre, Mayara, acho que minha filha tomou um tiro“.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que não houve operação policial na comunidade e nem há registro de confrontos envolvendo PMs na localidade no momento do crime. 

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

1 Comment

  • Maria do socorro ferreira da silva

    (02/01/2021 - 19:59)

    Acho um absurdo as autoridades brasileira fecharem os olhos e
    ignorar a matança dos nossos irmãos negras e negros. Ate quando vcs agir com essa indiferenca.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.