Nos EUA, funcionária se demite do Walmart e expõe racismo no alto-falante: ‘Essa empresa trata os funcionários como merda’

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Antes de se demitir de uma loja da rede Walmart, nos Estados Unidos, a estoquista Shana Quiato, utilizou o alto-falante do supermercado para denunciar casos de assédio e racismo que aconteciam no ambiente de trabalho. O caso aconteceu no Texas, sul dos Estados Unidos e, até o momento, vídeo já foi visto mais de 6 milhões de vezes.

Atenção, clientes, funcionários e gerentes do Walmart. Meu nome é Shana, do estoque. Eu só queria vir aqui e dizer que Henry é um racista nojento. Giovanna é uma racista. Lia é uma gerente babaca. Essa empresa demite funcionários negros sem motivo. Essa empresa trata os funcionários como merd*, principalmente os do estoque, disse a moça em seu vídeo publicado no Tik Tok. Na legenda, ela escreveu “Aqui está o meu vídeo largando o meu emprego tóxico, racista e sexista”.

E ela continuou “Jimmy da sessão de esportes, Joseph do caixa, Larry do setor de jardinagem, vocês são pervertidos. Eu espero que vocês não falem com as suas filhas do jeito que vocês falam comigo” – denunciando, além dos casos de racismo, todo o assédio que sofria por parte de colegas de trabalho. No final do vídeo, ela se demite.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.